Começo de tudo… E o MAO!

Começar algo novo é no mínimo interessante, você sente mil coisas ao mesmo tempo, ansiedade (será que vocês vão gostar?), felicidade (queria fazer isso a muito tempo!), frio na barriga e coragem. Coragem, sim, para enfrentar os seus medos e se jogar de cabeça no que você quer. Não fiz esse blog antes, porque não sentia segura o suficiente para expor minhas idéias, tinha medo do que os outros poderiam pensar, mas depois de muita conversa com as pessoas importantes da minha vida, vi que isso é uma bobagem. Você terá críticas sempre, mas isso não significa que você também não terá feedbacks bons ou palavras de apoio e carinho. Por isso, resolvi tentar e ver no que dá, se não, nunca iria saber né?

Depois do meu parágrafo introdutório, vamos ao que interessa! O que escrever no primeiro post? Tinha que ser algo que eu amasse, algo especial. Resolvi escrever sobre um lugar lindo de BH, que poucas pessoas do meu ciclo conhecem e que tem um significado muito especial para mim: O Museu de Arte e Ofícios. Conheci o MAO no meu aniversário de 2013 e me surpreendi. O museu é localizado no prédio da antiga estação da Estrada de Ferro Central do Brasil, na Praça da Estação. A praça passou por uma intensa reforma em 2007, devido as obras da Linha Verde, o que deixou o ambiente mais limpo, mais bonito e mais conservado.

20140716-220638-79598581.jpg

20140718-122018-44418348.jpg

O prédio por si só já é lindo (no dia em que fui, estava recebendo flores para um casamento a noite), ele tem um estilo eclético, com o famoso relógio em sua torre.

20140718-121832-44312443.jpg

20140718-121647-44207173.jpg

20140718-121645-44205716.jpg

O MAO conta de forma interativa, tecnológica e muito organizada os ofícios desenvolvidos pelo homem no período pré-industrial brasileiro. São 15 ofícios representados, com ferramentas, utensílios, máquinas e equipamentos utilizados pelos trabalhadores entre os séculos XVIII ao XX. O diferencial do MAO é ser o único do país dedicado integralmente ao trabalho. O legal é ver onde tudo começou, o que era considerado novo, desenvolvido em 1700 e bolinha. Muitas das profissões que desempenhamos hoje começaram a muito tempo, muitos dos aparelhos que usamos hoje tem seus ancestrais lá representados. Se hoje temos dificuldade de ficar 5 minutos sem usar um smartphone, um computador ou a internet, como seria naquela época onde isso não existia? O que está ali representado era considerado desenvolvido para época, e foi a partir deles que temos muita coisa que temos hoje, como as máquinas geradoras de energia, as máquinas de costura, os meios de transporte… São cerca de 2.000 peças no acervo, que com duas horinhas do seu dia você conhece.

20140718-122616-44776116.jpg

20140718-122613-44773133.jpg

20140718-122611-44771632.jpg

20140718-122614-44774696.jpg

COMO CHEGAR?

Perto do museu tem muitas placas indicando o caminho, da para ir de carro tranquilo e parar na rua lateral perto do batalhão de polícia. A estação central do metro (se podemos chamar aquilo de metro!) de BH esta localizada na praça, por isso dá para usá-lo também. Há vários ônibus que passam na Av. Andradas, por isso, ônibus também pode ser uma alternativa viável para chegar.

20140718-123804-45484800.jpg
HORÁRIO

O MAO fecha somente as segundas. Nas 3ª e 6ª das 12h às 19h, 4ª e 5ª das 12h às 21h, sáb. dom. e feriados das 11h às 17h.

PREÇO

O ingresso custa 5 reais (inteira) e 2,50 reais (meia-entrada). Nas quartas e quintas das 17 hrs as 21 hrs a entrada é franca, assim como no sábado. Estudantes e professores devidamente identificados e menores de 5 anos também tem a entrada gratuita.

O site deles tem mais detalhes se alguém se interessar: http://www.mao.org.br/

As fotos são de autoria do Victor Carneiro, meu parceiro nessas aventuras e na vida!

E aí? Alguém já foi? Curtiu? Deu vontade de ir? Gostou do meu primeiro post? Me conta!!!! To curiosa pelos seus comentários.

Anúncios

12 comentários sobre “Começo de tudo… E o MAO!

  1. Ana Flavia Diniz disse:

    Que sucesso vivi!! É incrível, as vezes a gente acaba achando que só as coisas de fora do país são legais, que o turismo aqui é péssimo, e não nos damos conta das maravilhas daqui de MG! Nunca fui a esse museu, ou em qualquer outro em BH, apenas em excursão de colégio, e nem me recordo dos nomes.. Tai um programa legal! =)

    Curtir

  2. Mah disse:

    Amiga, estou muito feliz com a sua iniciativa e ja adorei o post! Vou acompanhar sempre!! Vou aproveitar e divulgar ❤
    O texto foi super simples e gostoso de ler!
    Espero viajar muito com vc ainda, mesmo que seja pra Meaipe. hahahaha
    Um beijao e Boa sorte 😉

    Curtir

  3. Tetê disse:

    Vi, vc não imagina a felicidade que fico de te ver realizando esse sonho! Eu só preciso te desejar SUCESSO, pq dedicação, vontade e conhecimento vc já tem! Amei o post, continue abrindo nossos olhos pra BH! E me aguarde, que quando eu chegar também quero participar de todos os programinhas!

    Um beijo! ❤

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s