Filmes que irão te deixar com vontade de viajar

Muitas histórias contadas em filmes tem como cenário locais incríveis. Os diretores desde sempre utilizam locais reais, que são imprescindíveis para o sucesso do filme. Existem muitos filmes que nos inspiram, instigam, despertam a curiosidade sobre o local onde ele foi filmado e muitas vezes é devido a ele que planejamos nossas viagens. A maioria das pessoas falam dos filmes “Diários da Motocicleta” e “Natureza Selvagem”, que são clássicos, e eu amo também, mas vou separar aqui os meus favoritos, mesmo que não sejam os mais tradicionais.

Cartas para Julieta – Quem me conhece sabe que esse é um dos meus filmes favoritos de todos os tempos. O filme se passa em Verona, na Itália e conta a história de Sophie, uma aspirante a escritora, que ao responder uma carta muito antiga como Secretária de Julieta(sim, a do Romeu!), traz a tona uma busca de um grande amor do passado de Claire, Lorenzo, e por isso, começa uma grande aventura que mudará sua vida para sempre! Sempre tive um amor pela Itália, por amar a cultura, a história e a comida! Quando eu vi esse filme pela primeira vez eu sabia que eu tinha que ir em Verona e eu fui! A cidade é linda, super fácil de andar e super romântica, afinal é o local da maior história de amor de todos os tempos, Romeu e Julieta.

Todos os filmes da Gêmeas Olsen – Quem tem mais ou menos a minha idade, cresceu vendo os filmes das gêmeas mais famosas do show bis. A cada filme as gêmeas eram novas pessoas, que viviam aventuras em lugares diferentes. Dentre os lugares, estão presentes: Paris (Passaporte para Paris), Bahamas (Férias ao Sol), Nova York (No Pique de Nova York), Austrália (Confusão na Austrália), Londres (Conquistando Londres) e Roma (Quando em Roma). Todos os filmes mostram muito bem os lugares e são um prato cheio para quem quer ver e conhecê-los.

Comer, Rezar e Amar – Esse filme foi um sucesso na época em que foi lançado, e não era para menos, ele é baseado em um livro de mesmo nome, best-seller mundial, além de se passar em três lugares maravilhosos, Itália, Índia e Indonésia. A protagonista, é vivida pela incrível Julia Roberts, que ao se separar do marido, resolve jogar tudo para o alto e passar um ano viajando (quem não queria ter seu ano sabático?), com isso, ela vive várias tipos de experiências, todas elas incríveis!!

Monte Carlo – Já assisti esse filme milhares de vezes e assistiria de novo, sem dúvidas! A protagonista vivida por Selena Gomez mais duas meninas (uma delas a eterna Blair!), embarcam para Paris, entretanto elas se perdem do grupo e a personagem de Selena é confundida com uma socialite. Depois disso, ela embarcam para Monte Carlo e muitas confusões acontecem, inclusive novos romances! Não conheço Monte Carlo, mas desejei demais conhecer a cidade, pois o visual é simplesmente maravilhoso!!!

As Férias da Minha VidaQueen Latifah é a atriz que interpreta a personagem principal do filme. A história se passa em um luxuoso hotel na República Tcheca e a personagem principal depois que é diagnosticada com poucos dias de vida resolve aproveitá-los ao máximo!! Qualquer um que vê provavelmente deverá sentir vontade de passar férias daquela maneira pelo menos uma vez na vida, com todo o luxo, conforto e tudo mais que você queira ou sonhe!

Mamma Mia – Um dos melhores musicais já feito, somente com músicas da banda ABBA. A história de Sophie que está prestes a casar, só que para ser como ela imaginou ela gostaria que o pai estive presente, mas como ele estaria se ela não o conhece? Então Sophie encontra nomes no diário de sua mãe e chama seus 3 potenciais pais para o casamento, o que claro, se torna a maior confusão. Tudo isso se passa na ilha grega de Escíatos, então as paisagens são MAGNÍFICAS!!!!! O filme conta com Amanda Seyfried, Meryl Streep (DIVA MOR!!), Pierce Brosnan e Colin Firth. Se você sonha em viajar para a Grécia, esse é o seu filme.

Meia-Noite em Paris – Tinha que ter Paris nessa lista né? Não sou muito fã dos filme de Woody Allen, mas esse eu realmente gostei. Falando de Woody, muitos dos seus filme passam em lugares lindos, como Barcelona (Vicky Cristina Barcelona) e Roma (Para Roma com amor). Nesse em especial, Gil (Owen Wilson) vai com a noiva (Rachel McAdams) e a família dela para Paris e descobre que à meia noite, o tempo volta para o ano de 1920 e com isso ele conhece pessoas importantes da época como Salvador Dali e inclusive se apaixona por outra mulher chamada Adriana. Paris é uma cidade indescritível e qualquer filme que se passa nela só tem a ganhar!

Existem muitos mais, eu sei. Quero saber se vocês já viram alguns desses, se gostaram ou não… Se adicionariam outros (quero sugestões!!)… O fim de semana está aí, quem sabe vocês não aproveitam para assistir algum deles? Me contem tudo!! Amo quando tenho um feedback, me dá mais motivação para escrever!

Anúncios

Um majestoso castelo no meio da Califórnia

O Hearst Castle, fica no topo de uma colina na cidade de San Simeon, na Califórnia, EUA. Ele tem esse nome, porque seu dono era William Hearst (1863-1951), um famoso magnata da mídia, que herdou da sua mãe o terreno onde construiu o seu palacete e viveu lá por 20 anos com sua amante Marion Davies, recebendo muitos convidados com todo luxo possível (#ostentação!). O Castelo é composto pela Casa Grande e pelas três casas de hóspedes, a Casa Del Mar, – a maior das três, com 19 cômodos – a Casa Del Sol, – tem 18 cômodos e tem esse nome por ter uma vista para o pôr do sol – e a menor delas a Casa Del Monte – com 10 cômodos e vista para as montanhas. Hearst morou na Casa Del Sol até que a casa principal ficasse pronta e depois de ver o resultado final disse : ” Se soubesse que ia ser tão grande, teria aumentado as pequenas”. Gente, qualquer uma das “pequenas” estavam ótimas para mim, esse homem era o “Rei do Camarote” na época dele!

IMG_0447-0.JPG

Para conhecer a mansão, existem vários tours com guias explicando cada detalhe. O “Tour One” foi o que eu fiz e é recomendado para quem visita a casa pela primeira vez, ele inclui o Térreo da Casa Grande, uma das casas de hóspedes, as duas piscinas e parte dos jardins. Os demais passeios exploram os outros andares da casa grande. No verão e na primavera há passeios à noite, com atores vestidos à moda dos anos 1930. O castelo abre todos os dias às nove horas e os ingressos custam 25 dólares para adultos,12 dólares para crianças de 5 a 12 anos e grátis para os menores de 5 anos. Pode parecer salgado o preço, mas garanto que vale cada centavo!

IMG_0446-0.JPG

A Casa Grande é cheia de obras de artes, tapeçarias e muitas salas diferentes. A Sala de Bilhar, o Refeitório, a Sala de Reuniões, o Cinema (sim, com 50 lugares!) e a Piscina Romana (interna, aquecida, dourada, linda e que era ponto de encontro românticos) são os pontos altos do térreo da casa principal. Nos demais andares, ficam os inúmeros quartos e banheiros.

IMG_0445-0.JPG

Além disso, o Sr. Hearst transformou a encosta árida, típica da Califórnia, em um Jardim do Éden. Os jardins são incríveis, com longas palmeiras, carvalhos de 200 anos e muito mais nos 510 mil metros quadrados de área verde (não, você não leu errado!). Existiam 5 estufas com flores coloridas no ano todos, 4.000 árvores frutíferas e acreditem se quiser, um pequeno zoológico particular, chamado Camp Hill, em que viviam leões, ursos, elefantes em jaulas (ainda existem algumas na propriedade) e outros animais soltos, como zebras e girafas. Quer mais ostentação? Prepare-se porque tem mais! Hearst era fã de atividades ao ar livre e por isso, mandou construir uma pista de corrida de cavalos coberta para que pudesse cavalgar até sob chuva e instalou quadras de tênis sobre a Piscina Romana Interna. O local mais “a cara da riqueza” de todos é a Piscina de Netuno, com 32 metros de extensão, toda de mármore branco e cercada de colunatas, colunas, reproduzindo um típico templo grego.

IMG_0448-0.JPG

Em forma de curiosidade para meus amigos e amigas (principalmente elas!), arquitetos e engenheiros, a arquiteta que desenhou e supervisionou essa obra gigante foi Julia Morgan. Ela foi uma das primeiras mulheres a se formar e engenharia na faculdade da Califórnia, em Berkeley e a primeira a receber o diploma de arquitetura de École Nationale e Spéciale des Beaux-Arts de Paris.

IMG_0444-0.JPG

O Hearst Castle foi um dos lugares mais surpreendentes que já visitei. Quem estiver indo para os EUA e tiver a oportunidade de ir a Cali não deixem de ir nesse incrível lugar! Espero que tenham gostado e se interessado! Alguém já foi? Alguém quer ir?

O nosso pequeno vizinho

Os brasileiros tradicionalmente viajam a Argentina ou ao Chile, mas atualmente o Uruguai está sendo cada vez mais visitado. O nosso vizinho é pequeno em seu tamanho geográfico, mas muito grande em cultura, educação e beleza. Os vôos diretos para Montevidéu ainda são poucos saem de São Paulo, feitos pela GOL ou TAM ou Porto Alegre pela GOL. Existem 2 cidades mais importantes, a capital Montevidéu e a cidade praiana Punta Del Este, entretanto a vila de Colônia Del Sacramento é uma graça e vale a visita.

IMG_0442-1.JPG

A capital é composta por uma parte nova e uma parte velha. Os melhores hotéis estão na parte nova, principalmente no bairro chamado Punta Carretas e é nesse bairro que indico vocês se hospedarem, pois os hotéis são melhores e mais novos, além de estarem a beira mar e perto dos principais shoppings da cidade, inclusive o mais novo, que tem o mesmo nome do bairro (e é excelente!). No verão, as ramblas estão sempre cheias e a perto dela estão muitos restaurantes deliciosos, inclusive o meu favorito chamado “La Perdiz“. É uma delícia andar pelo calçadão vendo o pôr do sol.

IMG_0437.JPG

Na parte antiga é onde se encontra os lugares para se visitar. Comecei pela área do Porto, o de fomos no Museu do Carnaval, que também é a maior festa deles, mas não tão famosa ou grandiosa como a nossa, mas bem parecida. Depois fomos ao Mercado do Porto, que tem restaurantes legais, além de lojas de souvenirs. A Ciudad Vieja, começa com a Puerta de La Ciudadela e abriga a Plaza da Independência, o Palácio Salvo e o Cabildo (antigo palácio do governo). Outro ponto turístico que pertence a parte antiga da cidade, o Teatro Solis, é maravilhoso!! Um pouco mais para frente, vocês irão encontrar a fonte do amor, que é uma versão menor da Pont des Arts em Paris, onde coloca um cadeado com as inicias do casal e joga na fonte como sinal de amor eterno!

IMG_0436.JPG

Já a badalada Punta del Este, é uma das cidades mais surpreendentes que já conheci, em termos de animação, beleza, culinária e pessoal (como as pessoas lá são bonitas e chiques!). Para chegar é fácil, no meu caso, pegamos um ônibus na rodoviária de Montevidéu, foi super tranquilo e confortável, mas o ônibus passa pelo aeroporto, então se pode pegar ele lá. O hotel que ficamos, Hotel Romimar, era pequeno, mas super bem localizado, com um ótimo café da manhã e super lindo e arrumado, além de ter um preço super justo (indico com certeza!). A Av. Gorlero fica super próxima do hotel e é cheia de restaurantes incríveis, mas o meu favorito se chama Los Caracoles (gostamos tanto, que voltamos umas 3 vezes!) e não deixe de ir tomar o melhor sorvete no mundo, na sorveteria Arlequim, no final da rua (tomamos sorvete todos os dias, algumas vezes mais de uma vez por dia! haha). Nessa avenida e na Calle 20, paralela, vocês irão encontrar várias lojas, desde as mais baratas como Ole Ole, Indian Emporium e Daniel Cassin(super indico!) até as mais caras como Prada, LV e etc.

IMG_0438.JPG

Perto do hotel também, se encontra a La Mano, escultura super conhecida e um lugar incrível para tirar várias fotos. Além disso, mas no sentindo contrário a La Mano, você terá a parte mais antiga da cidade. Nessa parte, a casinhas super fofas e um farol lindo que oferece uma vista para a cidade toda. Abaixo do farol, tem uma igrejinha linda com a padroeira da cidade. O famoso hotel Conrad não é tão longe, mas como o taxi não é nem um pouco caro na cidade, vale a pena usá-lo. No hotel, sempre acontece shows e peças de teatro, além de lojas ultra mega chiques e o seu famoso cassino. O lado novo de Punta, onde ficam os hotéis mais novos, as praias de surfistas e as baladas mais tops, está marcado pela ponte ondulada e andar por esse maravilhoso feito arquitetônico é uma sensação indescritível. Outros lugares ao redor de Punta que valem a visita é Vila de San Ignacio, com seu lindo farol e deliciosa praia e o Museo Del Mar, um aquário muito fofo.

IMG_0439.JPG

O ponto alto e que NINGUÉM deve deixar de ir é a CasaPueblo. Aqui, existe momento certo de visitar a casa/ateliê sem paredes retas de Carlos Vilaró! A casa foi feita com várias mãos de pescadores locais e contêm pinturas do artista, todas para venda, além de mosaicos azuis e brancos lindos. Entretanto, o mais bonito de tudo, é o que ele deu nome de cerimônia do pôr do sol, por isso, se deve ir perto desse horário, que no verão é perto das oito da noite. A cerimônia conta com o poema feito pelo artista, que é recitado nos altos falantes no momento que o sol esta quase se pondo. O poema é lindo e o pôr do sol é um dos mais lindos que já vi. Na lojinha de presentes, existe o poema impresso em varias línguas, inclusive o português, além de vários mosaicos lindos, que são lembranças ótimas para levar desse momento tão especial.

IMG_0440.JPG

A vila Colônia Del Sacramento é fofíssima com suas ruas de pedra e casas baixas, que te dão a sensação que está tudo parado no tempo. Meus pais e eu fomos até lá com um guia motorista, preferimos ter alguém para explicar os pontos mais importantes. Acredito que deva ter um ônibus de Montevidéu até lá, mas se você está em Buenos Aires, você poderá pegar um ferry boat para a vila. O farol é um dos principais pontos turísticos e a vista em seu topo, em dias claros, dá até para ver Buenos Aires além rio. No centro histórico, há vários pequenos museus, super bem explicados e interessantes, para visitar, como o Museu do Azulejo, o Museu Espanhol e o Museu Municipal, além da Puerta de la Ciudadela. Nos arredores de Colônia existe uma Plaza Del Toros, que não se pode entrar, mas as fotos ficam lindas. O passeio que mais gostei foi um museu super diferente, chamado Arena de Las Coleciones. Nele estão expostos vários tipos de coleções desde as mais tradicionais como chaveiros, imãs de geladeira até porcelanas e é dele a maior coleção de lápis, confirmada pelo Guiness Book.

IMG_0441.JPG

O Post ficou meio grande, mas não tem jeito né? Três cidades… Espero que tenham gostado das dicas… Alguém por acaso está indo para lá por agora? Alguém já foi e tem outras dicas? Me contem!!!!!

Portinari aos olhos de Ronaldo Fraga

No último dia 26, a Casa Fiat de Cultura passou a abrigar mais uma exposição, além da “Barroco Itália Brasil”, (que já falei aqui no blog!), chamada “Recosturando Portinari“. Fui com um amigo meu que também ama esse tipo de passeio, Hermano, e as fotos maravilhosas que vocês verão aqui são dele (tem algumas minhas, mas ele é o especialista!). Como já tinha ido naquela exposição do Ronaldo Fraga, baseada nos grandes escritores, como Carlos Drummond de Andrade e Guimarães Rosa (hoje ela está no CRModa, que também já falei no blog!), achei que já sabia o que esperar, mas ele me surpreendeu positivamente.

IMG_0388.JPG

A mostra é baseada no quadro de Portinari, “Civilização Mineira” que fica exposto de forma permanente no 1º andar do CFC, juntamente com a coleção “O Caderno Secreto de Cândido Portinari” feita por Ronaldo Fraga para o SPFW deste ano, baseada na obra do pintor. Além do quadro, cinco salas no 4º andar, compõem a mostra, que traz o lúdico do quadro para vida real.

Na sala de entrada, você é recebido pelos inconfidentes retirados do quadro, além dos pássaros nos fios que também “ganharam vida”. Na seqüência, a direita, você terá duas salas que contam a cronologia de vida do pintor, com quatro espantalhos feitos de sucata e com tablets nas “barrigas”, remetendo os espantalhos recorrentes na obra do artista. Além disso,  há imagens dos quadros mais importantes feitos por ele, tudo muito colorido e em formatos diferentes.

IMG_0393.JPG

Logo ao lado, há uma micro sala que apresenta um vídeo, de no máximo 3 minutos, mostrando o processo de restauração do quadro “Civilização Mineira“. O vídeo mostra o passos feitos pelos profissionais para que o quadro continuasse a nos encantar. Você irá se surpreender com o trabalho minucioso, cuidadoso que teve que ser feito pelo restauradores, pois o quadro estava cheio de cupins e com traços esbranquiçados em algumas partes. Datado de 1959, o quadro é o maior de Portinari exposto em Minas Gerais, composto por 12 chapas de madeira e tem como tema a mudança da capital mineira de Ouro Preto para Belo Horizonte.

IMG_0395.JPG

No lado esquerdo, estão expostas algumas roupas criadas por Ronaldo (algumas inéditas!), que apresentam elementos característicos dos quadros de Portinari, como os balões de São João, as pipas e os azulejos, além de cores, formas e padrões usados pelo artista. Tudo foi muito pensando, pois às roupas estão expostas sobre um chão de café (o cheiro é delicioso), fazendo referência a série de quadros que contam a vida do homem do campo, a vida no interior feitos por Portinari. No teto, estão dispostas luminárias, uma nova versão dos balões de festa junina, feitos com arame e filtro de café,(foi a parte que mais amei ♥ e as fotos ficaram lindas!) tudo muito rústico, criativo, artesanal e bem colorido. 

IMG_0396.JPG

Ronaldo Fraga em uma entrevista disse que o mais importante dessa exposição “é a oportunidade de apresentar a obra de Portinari para uma outra geração“, e por isso, ele queria que a mostra interessasse “a qualquer pessoa, com qualquer formação cultural e classe econômica“. Acho que ele conseguiu atingir o objetivo dele, pois ficou fácil, simples, sem perder o encantamento e a doçura. Acredito, que Portinari é um dos artistas brasileiros que nós, belo-horizontinos, temos um carinho especial, pois foi ele que pintou a nossa Igrejinha da Pampulha, que é um dos nossos cartões postais mais visitados e admirados. Por isso, mineiros, brasileiros, não deixem de ir, vocês irão se encantar e ter uma experiência maravilhosa. 

IMG_0394.JPG

A exposição ficará na CFC até 26/10, a entrada é gratuita (como a maioria dos locais que posto no blog e do Circuito Cultural).A visitação ocorre: 3ª a 6ª das 10h às 21h | sábados, domingos e feriados das 10h às 18h.

Alguém já foi? Quem nunca tinha ouvido falar, mas gostou da idéia? COMENTEM PESSOAL ✎✎

Casa Fiat de Cultura 

Praça da Liberdade, 10 – Funcionários – BH/MG.

Telefone: (31) 3289-8900

www.casafiatdecultura.com.br

casafiat@casafiat.com.br

facebook.com.br/casafiatdecultura

Instagram:@casafiatdecultura

 

Um dos melhores espaços de exposições de BH: CCBB

No último domingo, eu, Tetê e Victor fomos ao CCBB para ver a nova exposição chamada “Visões na Coleção de Ludwig“. Fui sabendo muito pouco das obras (#confissão), mas grandes nomes me chamaram atenção como Pablo Picasso e Andy Warhol (que eu amo e inclusive vi uma exposição dele em Milão com o Victor).

IMG_0930.JPG

Peter Ludwig era um famoso empresário alemão (1925-1996) e é considerado um dos cicerones da arte em seu país natal. A coleção particular reunida por ele é considerada a mais importante da Europa e apresenta mais de 20 mil peças, espalhadas por 12 museus em diversos países, como Alemanha, Suíça, Hungria e Rússia, e no caso, às obras expostas no Brasil foram cedidas pelo Museu Estatal Russo de São Petersburgo. A mostra tem a predominância de obras do movimento pop, neoexpressionismo e fotorrealismo, o que a tornou bastante diferente de exposições de museus tradicionais e está distribuída em 8 salas no 3º andar do prédio, além de um quadro chamado “Cabeça de uma Criança” exposto no pátio.

IMG_0929-1.JPG

Gostei bastante de várias obras e me fez expandir meus horizontes para esse tipo de arte, mais atual e realista. Entretanto, o que mais nos impressionou foi a diversidade de peças, algumas até curiosas para se ter em uma coleção particular, mas gosto é gosto certo? Como visitamos durante a Virada Cultural o CCBB estava lotado, mas em dias sem eventos é super tranquilo de ir. Essa exposição rodou os CCBBs espalhados no Brasil e termina aqui em BH, ela é gratuita e estará por aqui até o dia 20/10.

IMG_0928.JPG

Outra exposição também está sendo exibida no Térreo. A “Paradise in Progress” de Daniel Hourdé conta com esculturas e algumas pinturas e desenhos quadros em que os artistas utiliza de vários materiais diferentes, como espelho. Li que o artista queria retratar “obsessões e fantasias impregnadas de misticismo judeu-cristão”, e por isso, os principais temas são a morte, o inferno e o pecado. Assim, você verá esculturas de corpos muito bem esculpidos (em ambos os sentidos! Hahaha) com somente o crânio como cabeça, outras que estão envoltas de espinhos ou até mesmo sendo atacadas por um esqueleto. Se a intenção do artista plástico francês era mostrar o seu olhar sobre esses temas acho que ele conseguiu com louvor, apesar de não ser muito do meu gosto, por achar bem forte e tenebroso. A exposição é gratuita, e fica até o dia 27/10.

IMG_0924-0.JPG

Para finalizar o post, quero fazer um comentário sobre o CCBB em si. O prédio é lindo, super bem conservado, pois foi todo reformado para receber o centro. Originalmente, ele foi projetado pelo arquiteto fundador da Escola de Arquitetura da UFMG, Luiz Signorelli, para abrigar a Secretaria de Segurança e Assistência Pública e foi inaugurado em 1930. O prédio tem 6 andares e conta com um teatro com capacidade para 246 pessoas (preços fixos de 10 reais – inteira – e 5 reais – meia), além te ser todo equipado com elevadores e rampas para deficientes motores e apresenta o restaurante Café com Letras no pátio. Entretanto, o diferencial do CCBB para mim são as visitas guiadas de várias maneiras diferentes e criativas. Há a Visita Teatralizada (Seg, qua, qui, sáb, dom e feriado – 18h), em que um personagem do passado conta a história do prédio para os visitantes (já fui e super indico!), a Estação Boêmia (Sex – 18h), narrativa que conta com humor e música a vida cotidiana de BH na década de 1950, a Em Cantos e Contos (Sáb, dom e feriado – 14h e 17h), apresenta um novo olhar para as exposições através de contos populares, a Musicando (Sáb, dom e feriado – 15h), busca a interação do público através da linguagem corporal, entre outros. Então, se der para ir visitar as exposições nesses horários, você vai ter outra perspectiva das obras e vai se divertir!

IMG_0927.JPG

E aí? Se interessaram? Amo quando vocês comentam, então, por favor, fiquem a vontade!

PS: As fotos são da internet ou tiradas pelo meu fotógrafo favorito, Victor Augusto!

Centro Cultural Banco do Brasil Belo Horizonte

Praça da Liberdade, 450 – Funcionários
CEP: 30140-010 | Belo Horizonte – MG
(31) 3431-9400
ccbbbh@bb.com.br
Funcionamento: de quarta a segunda das 9h às 21 horas

Uma arte que está começando a virar tradicional no Brasil

O gênero musical, tanto em teatro em filme, é um gênero complicado, ou você ama ou você odeia. Eu, particularmente, amo. Em Belo Horizonte, em termos de teatro, pouco se vê deste gênero, entretanto nos últimos anos, o Brasil veem criando mais musicais baseados em artistas nacionais, como Tim Maia, Elis Regina, Rita Lee, Cazuza o que promove cada vez mais o gênero no país. Atualmente, em BH está acontecendo o musical da Cássia Eller, mas quando fui comprar já estava esgotado, infelizmente.

Como o nome do blog já diz, acredito que você pode vivenciar um mundo novo em qualquer lugar, inclusive vendo um filme, assistindo a uma peça de teatro ou lendo um livro. Muitas pessoas não tem intimidade com o gênero musical, por isso, vou mostrar para vocês os meus favoritos. A maioria deles são criações originais da Broadway, mas você não precisa ir para Nova York para assisti-los (se for, melhor ainda!). No meu caso, tive contato, ou através das produções hollywoodianas ou através de produções nacionais, em São Paulo, que, sinceramente não deixam nada a desejar em termos de qualidade, de musicalidade e de interpretação.

1- O meu favorito de todos os tempos é O Rei Leão. Baseado no filme da Disney de mesmo nome, o musical é super tradicional na Broadway, completando 10 anos de estréia agora em 2014. A produção original já ganhou vários Tony Awards (prêmio de teatro, equivalente ao Oscar no cinema!) e tem varias adaptações ao redor do mundo, inclusive, no Brasil. A tradução brasileira tem músicas originais, feitas por Gilberto Gil, fantasias incríveis e coreografias de tirar o fôlego. A peça ainda está em cartaz em SP, no Teatro Renault e os ingressos são vendidos online. Por isso, quem for visitar a cidade não deixe de ir!

2- O musical Evita é muito conhecido no mundo todo pelo seu filme que tem como estrela principal, Madonna. A produção conta a vida de Evita Peron, desde a ida para Buenos Aires para se tornar cantora até sua sofrida morte, passando pelo romance e casamento com Peron e eleições argentinas. A versão brasileira, que já terminou, estava localizada em SP e foi incrível (bem melhor que Madonna…). Peron era interpretado por Daniel Boaventura (que canta divinamente!), as músicas são excelentes e a história real é tão dramática que é ideal para um musical. Iria de novo, se tivesse oportunidade, com certeza!

3- Meu terceiro lugar tem que ser Dreamgirls – Em Busca de um Sonho. Infelizmente aqui, não tive a oportunidade de ver no teatro, mas eu quero muito. O filme conta a história de um grupo de três cantoras, que depois de muito tentar consegue o sucesso, mas isso não significa muitos conflitos! O filme é estrelado por Beyonce e Jennifer Hudson (que ganhou um Oscar pelo papel!), e se você conhece essas duas, sabe que as músicas são incríveis! Como o filme se passa na década de 60, o figurino é super glamuroso e os cabelos são grandes e bufantes! Além de Queen B e JH, o filme conta com Eddie Murphy e Jamie Foxx.

4- Toda mulher tem sua princesa Disney preferida, e eu não sou diferente. Como a minha preferida é a Bela, nada mais justo do que na minha seleção, tenha o musical da A Bela e a Fera. A história é a clássica da Disney e as musicas são incríveis! Também assisti a peça em São Paulo, mas ela existe em versão compacta no Magic Kingdom, em Orlando.

5- Rock of Ages é um dos meus filmes preferidos de todos os tempos. Na Broadway atualmente tem sua versão em teatro, mas não assisti (ainda!). O filme conta a história de dois cantores de rock que tentam o estrelado em LA. O elenco é de peso, contando com Julianne Hough, Diego Boneta, Tom Cruise, Russell Brand, Catherine Zeta-Jones, Alec Baldwin e Mary J. Blige. Para quem gosta de rock e quer ver uma versão diferente de musicas épicas de Bon Jovi, Scorpions, Journey, Guns’N’Roses, entre outros, esse é O musical. Quem não curte muito esse estilo, vai gostar também, pois o filme é super engraçado e muito bem dirigido.

6- Tive que fazer um top 6, porque o musical do Tim Maia não podia faltar. Atualmente, o Brasil é o terceiro país que mais desenvolve a arte do teatro musical, perdendo somente para os Estados Unidos e para o Reino Unido, por isso cada vez mais se escuta produções nacionais nessa área. Assisti o Tim Maia em BH e sinceramente não deixa a desejar nada das produções americanas ou inglesas. O musical contava de maneira engraçada a vida de Tim Maia, uma grande voz nacional. Em BH, o Tiago Abravanel, não se apresentou por conflito de agenda com a Globo (plim plim! Hahaha), mas o seu substituto era tão bom quanto. O melhor dos musicais de artistas nacionais famosos é que você conhece a maioria das músicas, o que faz a platéia cantar junto! Por isso, quem tiver a oportunidade de ver algum musical nacional não deixe de ir, pois será uma noite agradável e super animada!

Que dificuldade de escolher os meus favoritos! São tantos!!!! Ainda indicaria: Elis: A Musical, Grease, Hairspray, Moulin Rouge, Mary Poppins, Magico de Oz, Noviça Rebelde, O Fantasma da Opera, Mamma Mia, Cats, Les Miserables, Cabaret (na sua versão nacional, teve Claudia Raia divando!), West Side Story, Chicago, Funny Girl, Rent, Jesus Cristo Super Star, Fame, Burlesque, Nine, Footloose e o mais atual de todos que eu amo também (e vai ter a sequência) A Escolha Perfeita.

Vocês já assistiram? Gostaram do meu TOP6? Alguém me sugere outro ou mudaria algum de lugar? Alguém conseguiu ir no da Cássia Eller? ME CONTEM!