Meu museu favorito de Paris

Quando eu digo para as pessoas que eu amo visitar museus, muitas me olham engraçado e até perguntam: “você não acha que isso é programa de gente mais velha não?”, mas eu acredito que ali há tantas histórias reunidas, tantos mundos a se conhecer em apenas uma pintura ou uma escultura, que eu me jogo mesmo. É, talvez eu seja uma “old soul“, como dizem os americanos, mas não me importo de ser.

Quando fui a Paris pela primeira vez, eu visitei os museus mais tradicionais como o Louvre e o D’Orsay, mas visitei também um que poucas pessoas conhecem por ele ser mais afastado do centro da cidade e menor que esses mais famosos. O Musée Marmottan Monet é o meu favorito da cidade luz e vou contar o porque para vocês.Claude-Monet-Art-Quotes

Conheci o Monet pelo livro “Linea e os jardins de Monet” e me apaixonei. Não me canso de ver suas pinturas e ele sem dúvida é meu pintor favorito. O Monet é um dos pintores do movimento impressionista mais famosos e conceituados e suas obras são expostas em diversos museus do mundo. A maior coleção está justamente no Marmottan. Lá podemos ver os quadros das Nenúfares e os quadros do jardim japonês. Digo quadros, porque Monet pintou o mesmo ambiente várias vezes, porque para ele a cada momento do dia aquele lugar seria diferente. Além disso, já no final da vida, o pintor teve catarata em seus olhos, o que também fez com que ele pintasse diferente. O que eu amo nas pinturas dele, é a genialidade de transformar borrões (sim, de perto são borrões!) em maestria.

image3 (1)

O prédio foi a casa de Jules Marmottan, grande colecionador de obras de arte e arte decorativa. Depois de sua morte, o filho Paul continuou a morar lá e a colecionar mais artefatos. Com a sua morte, a coleção foi doada para Academia de Belas Artes, que foi museografada, e passou a ser visitada pelo público dois anos depois. A partir daí, houveram várias doações para o museu, sendo a maior delas, a de Michel Monet, que doou pinturas, fotografias e desenhos feitos por seu pai.image1 (1)

Portanto, o museu, além dos quadros de Monet, também possui várias tapeçarias, artes decorativas francesas e obras de vários artistas, em sua maioria impressionistas, como Renoir, Manet, Degas e Berthe Morisot. Ah! E só para deixar claro, esse não é o Giverny, muitas pessoas acham que é a mesma coisa, mas não é ok?

image2 (1)

Do menor para o maior: Arte decorativa, Berthe Morisot e Renoir

O Musée Marmottan Monet fica aberto de Terça à Domingo das 10 horas até às 18 horas, exceto Quintas-Feiras que o horário é estendido até as 21 horas. O preço dos ingressos é 11 euros a inteira e 6,50 euros a meia. Exite um pacote que combina  o Museu com o Giverny que custa 18,50 euros a inteira e 9 euros a meia.

Não conhecia? Me conta! Já foi? Me conta! Espero que tenham gostado e tomara que todos possam experimentar sensações como as que eu tive lá.

Anúncios

Um comentário sobre “Meu museu favorito de Paris

  1. Tetê disse:

    Minha companheira de museus! ❤ minha companheira de Monet! ❤ hahaha infelizmente não fui nesse museu quando visitei Paris 😦 quem sabe um dia volto? Quem sabe vc vai comigo? Hahaha parece lindo, lindo, lindo! Adorei, Vi!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s