Para os amantes de vinho 

Hoje eu vim falar com vocês de uma coisa bem deliciosa: vinho! Não sei vocês, mas aqui em casa todos bebem um pouquinho dessa delícia! E por isso, quero indicar o Wine.com.br Vinho

O Wine é um e-commerce de vinhos que está fazendo muito sucesso no Brasil! A loja nasceu em 2008 e atualmente é a maior da América Latina na sua categoria. Como ele é uma centro de distribuição, normalmente eles têm os melhores preços! A variedade é enorme, temos de vinho tinto a vinho rosé, vinho frutado ao amadeirado e vinho da França à vinho da África do Sul. Além dos vinhos, ainda existem espumantes, cervejas e utensílios para vinho como abridores, decanter e baldes de gelo. Um super novidade é que o Wine comprou o Beer.com. Ele era um e-commerce só de cervejas. Assim, o site fica cada vez mais completo! 
IMG_3697
A coisa mais legal do site é o Clube W. Quem é associado recebe todo mês duas, quatro ou seis garrafas de vinho selecionados todo mês por um Sommelier, além disso têm 15% de desconto e entrega gratuita em todas as compras na loja virtual. Existem 3 tipos de associados que variam no preço e na qualidade do vinho: o mais barato é o ClubeW One, o intermediário ClubeW Classic e o mais caro é o ClubeW Premium.
IMG_3698
Depois de alguns meses sendo associada da Wine, posso dizer que não importa seu clube, qualquer vinho que vier é maravilhoso! Pode não ser o seu preferido, mas você saberá que é de boa qualidade. Por isso, quem for amante de vinhos, eu indico MUITO!
Anúncios

Day 4 (e último!) – Curitiba

Somente no último dia resolvemos alugar um carro, porque como disse tínhamos pensado em pegar somente o ônibus, mas percebemos que em 4 pessoas o melhor seria o carro. Por isso, conseguimos fazer mais coisas e aproveitamos bastante o último dia.

A primeira parada me surpreendeu e muito! O Memorial Ucraniano não estava nos meus planos, mas admito que iria perder muito se não fosse. Que lugar lindo! Ele traz uma felicidade, uma paz inexplicável. O Memorial é localizado no Parque Tingui e é uma homenagem ao centenário da chegada dos pioneiros da etnia. A parte central é igreja réplica da Igreja de São Miguel, na Serra do Tigre em Mallet.  Uma coisa muita especial que aprendemos lá, da cultura Ucraniana é a Pêssanka, que é um presente dado a todos que queremos bem e nos “ovinhos” são retratados apenas os sentimentos mais genuínos!  As fotos ficaram lindas!

IMG_8291

A réplica da igreja… Não é lindinha?

IMG_8315

Nossa Pêssanka de amor…

Almoçamos no Madalosso, o maior restaurante das Américas de acordo com o Guiness Book. O restaurante abriga um total de 4.645 lugares e tem uma área total de 7.671 metros quadrados. Chocados? Podem ficar mesmo, porque é ENORME. Entretanto, infelizmente, não gostamos nem um pouco da comida. O restaurante é um rodízio de massas, mas não gostamos muito delas e não tinha uma grande variedade de molhos, inclusive não tinha quatro queijos (pasmem…). Acho que se deva conhecer o local, mas não é necessário comer lá. Ah! Não peça a sobremesa, que sinceramente, nunca comi algo tão ruim. Antes que vocês pensem que era uma sobremesa louca e diferente, já digo que era um petit gateau clássico!


Depois do almoço, tentamos subir na torre panorâmica, mas a fila estava enorme e desistimos. Seguimos para o Bosque do Papa ou Memorial Polonês, O Memorial da imigração polonesa é composto por sete casas feitas de troncos encaixados e foi inaugurado em 1980, logo após a visita do Papa João Paulo II a Curitiba. Uma gracinha também…

Uma das casinhas do Bosque

Uma das casinhas do Bosque

À noite, somente eu e o Victor decidimos sair para jantar. Fomos em 3 restaurantes diferentes de massa e todos eles não tinham pratos individuais somente duplos. Eu não tenho que evitar leites e derivados e o Victor não gosta muito de molho vermelho, além de ter sido sexta-feira santa, no qual não comemos carne. Assim, ficou impraticável comer em algum restaurante italiano. Acabamos aonde? No shopping, claro e comemos mal também… Restaurantes de Curitiba, somente o Madero foi bom, porque o resto… Péssimos.

É o post final de Curitiba, gostaram? Me contem depois!

Day 3 – Curitiba

Gente, penúltimo dia de Curitiba foi para conhecer a Curitiba mais antiga. Começamos pela Praça Tiradentes, marco zero da cidade e que abriga a Catedral Basílica Menor Nossa Senhora da Luz dos Pinhais. A igreja é no estilo gótico e é linda por dentro.

IMG_8250

Catedral Basílica Menor Nossa Senhora da Luz dos Pinhais

IMG_8209

Altar da Catedral

Logo após seguimos a pé para o Paço da Liberdade, que foi recente restaurado e já foi sede do governo municipal. Hoje abriga um centro cultural, onde há exposições itinerantes. Um fato interessante é que o Paço é o único patrimônio de Curitiba que é tombado nas três esferas: nacional, estadual e municipal. Infelizmente, a exposição que pegamos era muito ruim e achei um pouco perigoso o local.

Paço da Liberdade

Bem pertinho, há o famoso prédio do UFPR. Em frente são realizadas manifestações e pronunciamentos importantes, além do prédio ser belíssimo. Atualmente, somente psicologia e direito são os cursos lá ministrados e os demais no Campus mais afastado do centro.

UFPR

Ainda a pé, fomos até o chamado Setor Histórico que abriga ruínas da Igreja de São Francisco de Paula, o Relógio das Flores, a Fonte da Memória, a Fundação Cultural de Curitiba e a Igreja do Rosário.

IMG_8236

Setor Histórico

IMG_8228

Igreja do Rosário

Pegamos o ônibus turístico novamente, pois tínhamos mais uma parada e paramos no Shopping Estação. Dentro do shopping há um micro (micro mesmo gente!) museu ferroviário, que foi bem decepcionante… Entretanto, o nosso almoço não foi! Conhecíamos o Madero de Joinville (obrigada amigos…) e sabíamos que não haveria erro! Melhor refeição da viagem, hands down! Vocês TEM que ir. D-E-L-I-C-I-O-S-O!

Depois do almoço maravilhoso fomos a um passeio característico dessa família: visitar um estádio de futebol… Já disse nos posts de Buenos Aires que sou louca por futebol, acompanho tudo e minha maior paixão é o galo mais lindo do mundo. Devido essa paixão resolvemos visitar a Arena da Baixada, estádio do Atlético Paranaense. O Tour guiado começa às 15:30 horas e custa 14 reais (estudantes e idosos pagam meia!). O Estádio foi modificado para a Copa do Mundo de 2014 (saudades!) e ainda se encontra em construção. O Tour é longo, mas é explicado com todos os detalhes e os guias são muito prestativos atendendo às dúvidas de todos. Se você gosta de futebol, você tem que ir! IMG_8264

IMG_8288

Homens da minha vida (#muitoamorenvolvido !)

Penúltimo post de Curitiba… O que acharam?

Day 2 – Curitiba

No segundo dia de Curitiba pegamos o ônibus turístico na Rua das Flores. O ônibus custa 35 reais por pessoa e permite que o passageiro faça quatro paradas. Sobre o ônibus, eu achei muito cansativo, pois tudo em Curitiba é longe, acho que carro é a melhor opção se você está viajando em família.

A primeira parada que fizemos foi no Jardim Botânico. O Jardim em si é lindo, super bem cuidado e com flores lindas e coloridas. Chegando a tão famosa estufa, símbolo da cidade, achei um pouco mal cuidada, mas isso não faz com que ela fique menos linda. Aproveitem o visual e façam fotos lindas!!!

IMG_7906IMG_7896IMG_7938IMG_7967

A segunda parada foi o Museu Oscar Niemeyer, MON ou o “Museu do Olho”. A arquitetura do mais famoso arquiteto do Brasil é tão particular que você já sabe na hora que foi ele quem projetou. No museu ocorrem exposições itinerantes e tivemos a sorte de presenciarmos a exposição Gênesis de Sebastião Salgado. Além dela, estavam algumas outras em cartaz, inclusive quadros que foram apreendidos no Petrolão (não sei se fico feliz que vi quadros incríveis ou se me revolto…). Dentro do olho propriamente dito, há uma exposição super legal e tecnológica que mexe com os sentidos e é super divertida (vocês podem ver nas fotos abaixo…).

IMG_7996

IMG_7995

IMG_8002

IMG_8084

IMG_8070IMG_8128IMG_8145

Pegamos um táxi e fomos almoçar no Shopping Muller, lugar mais próximo que encontramos para almoçar, porque como disse ô cidade que tudo é longe…

Voltando ao ônibus, a próxima parada foi a Ópera de Arame. Que visual lindo que conseguimos com o pôr do sol logo atrás da Pedreira Paulo Leminski. A Ópera está fechada para reforma (já dura uns anos sabe? Mas Brasil é Brasil…) então não é possível entrar, mas de toda forma, ela é linda. Vale a pena. IMG_8162IMG_8191IMG_8151

À noite, fomos comer no famoso Bar do Alemão. O visual do bar é incrível, super temático. Entretanto, se você não toma chopp, que é o carro chefe do lugar, você irá se decepcionar. Nem eu, nem o Victor bebemos cerveja, então não provamos no famoso Chopp Submarino, Chopp com um copinho de Jagermeister dentro. E a comida? Bom, nos decepcionamos mais ainda. Nossos amigos nos apresentaram uma comida típica alemã em Joinville no final do ano passado chamada Hackepeter, que é basicamente carne crua moída com ovo, conhaque, cebolas e especiarias e foi DIVINO. Resolvemos comer novamente já que era uma casa alemã e meu Deus, não peçam! É muito mal feito, vem muita cebola e é simplesmente horrível.

Gostando da viagem? Espero que fazer vocês ficarem com vontade de ir passear na capital paranaense…

Primeiro dia em Curitiba 

O primeiro dia em Curitiba não foi bem em Curitiba. Vários amigos dos meus pais tinham falado sobre um passeio de trem de Curitiba a Morretes. Pesquisando sobre o passeio resolvemos fazê-lo já que estaríamos lá. O passeio não é nem um pouco barato, na categoria turística (mais barata e mais básica!) o valor é 99 reais por pessoa e por trecho! Idosos e estudantes pegam menos, mas não metade, 76 reais cada e por trecho. O que isso oferece? Um assento e um lanchinho (bem mixuruca…). Além disso, para a compra é necessário trocar e-mails com a companhia de trem Serra Verde, não há no site da companhia a opção direta de compra. Sinceramente, o trem estava bem cheio, a companhia já poderia ter se modernizado né? Quando a compra é aprovada, você receberá um recibo no seu email, que não é o ticket. Você deverá pegar sua passagem na estação. Enfim… Confusão.

Outro fator muito importante: NÃO COMPREM DE AGÊNCIA! Eu comprei tudo e ficou um terço do preço oferecidos pela agência. É chato comprar tudo, mas o seu tempo será compensado pelo seu bolso.
O passeio em si dura 4 horas no mínimo, saindo da estação de Curitiba às 8:15 da manhã. O que eu achei? Demorado. O visual é bonito sim, a natureza é bem exuberante sim, mas não tem mais nada no trem. Achei meio desgastante. Se eu faria de novo? Não. Se indico? Indico, acho que uma vez é interessante sim, mas mais do que isso não.
IMG_7661

No começo da viagem…

IMG_7692

Trem e o visual na saída de Curitiba

IMG_7723

Vegetação de Mata Atlântica


IMG_7780

Visual quase chegando em Morretes

IMG_7819

Família

Chegando em Morretes íamos andar a pé, mas encontramos um guia/motorista chamado Maurício (se quiserem o telefone dele, me avisem!), que custou 30 reais por pessoa. Além de Morretes, ele nos levou a cidade vizinha chamada Antonina. São cidadezinhas do interior, mas super bem conservadas e bonitinhas. Não tem muito o que fazer também, só curtir a vista do mar, ir na igreja e almoçar! Gente! Almoçamos em um lugar delicioso! Fica bem na praça principal de Antonina e é muito gostoso. O prato famoso da região chama-se barreado, uma carne desfiada e cozida com farofa. Não comemos ele, comemos camarão, casquinha de Siri, peixe grelhado… Huuuum, deu até água na boca.

IMG_7833

Antonina

IMG_7848

Visual de Antonina

IMG_7860

Praça Fofa de Morretes

Voltamos para Curitiba de ônibus. A passagem é bem mais barata que o trem, 16 reais por pessoa. Além disso, a viagem dura menos que o trem, 2 horas. No site da Viação Graciosa é super fácil de comprar as passagens, pode-se escolher os assentos e existem dois tipos de trechos, um pela BR e outro pela estrada da graciosa, saindo praticamente de hora em hora. Decidimos ir pela estrada da graciosa, para fazer o passeio todo, mas acho que não vale a pena. A estrada é totalmente sinuosa e depois do dia de passeio, nós simplesmente apagamos e não vimos nada. Ah! Infelizmente, nãoar condicionado no ônibus.
Esse foi nosso primeiro dia no Paraná. Vocês já fizeram esse passeio? Gostaria de fazer?

Hotel de Curitiba

Os posts de Curitiba tinham que começar do hotel certo? Pesquisei em muitos sites, blogs e perguntamos a amigos onde seria melhor ficar. Todos sem exceção falaram Batel. Entretanto, os hotéis no bairro são muito caros, existem poucas opções e eramos 4 pessoas. Não achamos nada por lá e por isso, decidimos ficar no centro.

Estávamos em dúvida entre dois hotéis e depois de olharmos as fotos dos hóspedes do Trip Advisor decidimos ficar no Hotel Lancaster. Vou admitir que estávamos com receio do hotel, porque ele era mais velho e no centro, apesar da nota dele no Trip e no Booking ser bem boa. No fim das contas, todo mundo gostou muito!

lancaster-12

O hotel não é dos mais bonitos por fora não, mas por dentro ele passou por uma reforma e está bem arrumadinho. Além disso, ele é limpo, os atendentes são super atenciosos e a localização é muito boa para quem gosta de andar a pé ou quer pegar o ônibus turístico. O centro de Curitiba não é muito bonito não, como qualquer outro centro de cidade grande, mas muitas atrações estão no centro viu?

lancaster-5

Ah! Muita gente prefere alugar um carro quando vai a Curitiba. O Hotel oferece estacionamento por 24 reais por dia. Sinceramente, no último dia tivemos que alugar um carro sim, porque tirando as atrações do centro, as demais são muito esparsas. O fato é: se você for viajar sozinho ou de duas pessoas não convém pegar carro não, porque o preço do ônibus é 35 reais por pessoa e você tem direito a 4 paradas. Agora se o grupo for maior, acho que o carro ficará elas por elas.

Outra coisa MARAVILHOSA do hotel é o Café da Manhã. Gente, não tem igual! A dona do hotel tem uma confeitaria e o café da manhã é cheio de maravilhas que ela vende lá. Os doces e as tortas são inacreditáveis de gostosos! E a variedade? Cada dia aparecia um doce novo! A parte salgada também é ótima, pães variados, tortas de frango… Tudo muito gostoso. Jantamos duas vezes no hotel, porque estávamos muito cansados e não queríamos sair e indico também! A comida é bem gostosa, feita na hora e os atendentes muito prestativos.

lancaster-16 lancaster-17

Então, se estiverem pensando em ir a Curitiba, podem se hospedar no Hotel Lancaster que irão ser muito bem atendidos. Não é nada excepcional, mas o custo benefício é ótimo!

Day 5 and 6 – Buenos Aires

O quinto dia de viagem ficou para uma coisa que as mulheres adoram: COMPRAS! Só comprei um arco, que vocês irão ver nas fotos abaixo… Mas não comprei mais nada, não porque não compensava o preço, mas eu não amei nada sabe? O preço é o mesmo do Brasil, tirando alguns produtos. Compramos Pashminas para nossas mães que valeram super a pena na Calle Florida. Outra coisa que vale super são os vinhos! Você poderá trazer na mala tranquilamente. Para aqueles que amam doces, os Alfajores Havana estão liberados e tem lojas espalhadas pela cidade, mas informo que está proibido a entrada de Doce de Leite (a polícia está barrando mesmo, então acho melhor nem correr o risco!). AH! Nesse dia também comemos o melhor sorvete da cidade, e não, não é o Fredo! A Sorveteria se chama Pérsico e é DIVINO! Me indicaram e indico mil vezes!

Olha a minha cara de felicidade... =)

Olha a minha cara de felicidade… =)

MELHOR!

MELHOR!

Deixamos o principal para o último dia: Plaza de Mayo, onde se encontra a Casa Rosada! Aos fins de semana é possível visitar a sede do governo e é de graça gente! O guia explica vários fatos históricos do local e percorremos boa parte do prédio, inclusive no Gabinete da Presidente (“E” sim, porque eu não mato o português…) Cristina.

Interior da Casa Rosada

Interior da Casa Rosada

A Casa rosa mais famosa do mundo...

A Casa rosa mais famosa do mundo…

Uma selfie com ela

Uma selfie com ela

Na Plaza ainda estão presentes: o Banco de La Nácion, construído para ser o maior banco na sua época; o Cabildo de Buenos Aires, local de debate onde foi dada a largada para a Independência; e a Catedral Metropolitana, famosa atualmente por ter sido a última paroquia do Papa Francisco (como eu amo, #soufã!) antes de ir para o Vaticano.

Banco de La Nación

Banco de La Nación

Cabildo

Cabildo

A Igreja que convenhamos não parece igreja...

A Igreja que convenhamos não parece igreja…

Sempre com ele

Sempre com ele

Seguimos para a última parada da viagem… O DELICIOSO restaurante La Bisteca, que também foi indicação e indico para vida! O restaurante fica em Puerto Madero e é INCRÍVEL. Pagamos no almoço 160 pesos por pessoa, com direito a buffet livre, carnes maravilhosas e uma sobremesa por pessoa. Gente! Isso dá 40 reais por pessoa! Não comemos assim em nenhuma churrascaria em BH, que, by the way, não chega nem perto das carnes de lá… Por isso, não deixem de ir!!!!!!!!!!

Acabou o post e acabou a viagem… =(

Para resumir, querem viajar barato? Buenos Aires! Iria novamente? Com certeza! Ficaria quantos dias? 4 dias, gente! Valeu a pena? Ô se valeu! Escrevendo para vocês deu muita saudade…