Quer pagar quanto?

Um belo dia minha mãe estava procurando passagens para Carnaval no site da Gol e sem querer digitou números no campo destino. Entretanto, o “sem querer” se tornou a descoberta do século! Ao digitar o número apareceu escrito assim “Destinos até 300 reais“! Por isso, te pergunto caro leitor: quer pagar quanto? 💳💵

Não sei se sou a única que não sabia desse recurso do site da Gol, mas achei tão legal que decidi mostrar para vocês! Tirei print do site com as telas importantes. A título de exemplo eu coloquei saindo de BH-Confins e o valor de 500 reais. Os dias escolhidos (17/04/15 – 21/04/15) são por dois motivos: 1- mostrar que é possível achar passagens no feriado que sejam acessíveis; 2- O aniversário da pessoa que vos fala é bem no meio desse feriado ( aê, parabéns para mim! 🎂).

IMG_0592

Site da Gol – Página Inicial

Logo que você escolher o valor e as datas, siga normalmente. A página seguinte demora um pouco a carregar, mas ela mostrará todos os destinos que a companhia encontrou nas coordenadas que você indicou em forma de lista (e, surpreendentemente é bem grande e variada!). Agora é só decidir o seu destino.

image2 image3 image4 (1)

Para que a informação que lhes dou não seja incompleta, fiz o dever de casa e olhei nas outras duas companhias principais do país: TAM e Azul. Nenhuma delas tem esse recurso. Palmas para a Gol por fornecer esse serviço 👏👏.

Por isso, quer viajar, mas não tem muito dinheiro? Não tem problema, olhe na Gol o destino que mais te interessa e que seja dentro da sua possibilidade!  Gostaram da novidade? Ou só é novidade para mim? Me contem 😉

Retrospectiva Restôs 2014 – BH

Estou de férias na praia e tinha pensado que só iria postar depois que voltasse para BH. Entretanto, vi um post no Fashionismo que me inspirou. A The (sim, sou uma seguidora assídua, por isso me considero íntima) do Fashionismo, fez um post com a Retrospectiva de Restaurante/Bares/Comidas de 2014 do Rio. Vou fazer também, só que de BH.

Não sou nenhuma expert, mas se tem uma coisa que eu gosto é sair para comer, (e comer bem)! Como vocês sabem BH é muito famosa por seus bares/restaurantes, e, realmente na minha cidade se come muito bem. A lista é totalmente pessoal (com a ajuda do Victor, devo admitir!), mas aqui no blog sempre estou me expressando, certo? Por isso, nos comentários, quero sugestões também!

/home/wpcom/public_html/wp-content/blogs.dir/9eb/71272604/files/2014/12/img_2769.jpg

Francês: Mes Amis – esse restaurante em Lourdes é muito especial. Fui comemorar com o Victor nosso sexto ano de namoro, utilizando o Wave Cash, um bloco de cupons que nos deu o segundo prato grátis! Achei muito lindo, romântico e a comida é deliciosa! Não é o restaurante mais barato da cidade, mas de vez em quando pode né?

Italiano: Gusto Osteria – Conheci o Gusto, que também se encontra no bairro de Lourdes, devido ao aniversário do meu pai, em Setembro. Estava rolando a Restaurante Week de BH e sempre utilizo essa época pra conhecer restaurantes novos. O Restaurante é bem pequeno, mas é bem gostoso e a massa é deliciosa!

Churrascaria: Adega do Sul – muitos não irão concordar, mas acho que pelo custo benefício, a Adega é a melhor churrascaria. Ela oferece praticamente tudo que as demais oferecem, com a mesma qualidade, mas com um preço um pouco menor!

Melhor comidinha: Pão de Queijaria – eu adoro o conceito da Pão de Queijaria, da Savassi. Isso porque, é bem mineiro e para um lanche é ideal. Existem vários tipos de Pães de Queijo recheados tanto salgados, quanto doces. Para aqueles que são celíacos, existe algumas opções sem glúten!

Self-service: AA Wine Experience – Também conheci o AA devido ao Restaurant Week, entretanto, enquanto eu e a minha amiga Carlinha comíamos os três pratos oferecidos, nossos pais preferiram o Self-service. A variedade de pratos, saladas e sobremesas é incrível, além de ter uma carta de vinhos completíssima! Para um almoço domingo com a família é uma ótima pedida.

Pizza: Olegário – Na minha opinião não existe melhor. Ela é fina, bem recheada e tem diversas opções (desde as mais típicas às mais diferentes!). Eu amo a Estrada Real (carne seca!) e a de Carpaccio! Existem várias unidades espalhadas pela cidade e todas mantém a excelência, procure a mais perto de você, que você bem atendido!

Hamburger: Burger’s Club – Eu já fui em muitas hamburguerias em BH, mas para mim o melhor hamburger de todos é o do Burger’s Club. O estabelecimento fica no bairro São Pedro, pertinho do Pátio Savassi. O cardápio é enxuto, mas tem todas as opções que gostamos, com uma batata muito boa!

Restaurante Chique: O Conde – O Conde é bem chamativo na Rua Conde de Linhares, então a decoração é linda! Tomei um vinho rosé lá delicioso! As comidas também são muito boas e bem feitas. Amei as sobremesas também. O Chef de cozinha, no dia que estávamos lá, foi até a mesa, se apresentou e nos perguntou se estava tudo bem.

Boteco: Tizé – Esse é muito famoso e fica muito lotado. Fui no aniversário do cunhado Henrique e gostei bastante. Achei os drinks bem bons e variados, além das comidas serem gostosas e fartas.

Decepção: Bacon Paradise – Tinha tudo para dar certo, mas decaiu muito. Você espera muito desse lugar, porque afinal é BACON! Entretanto, o bacon é muito grosso, é muito oleoso e os hambúrgueres não são nada demais.

Melhor sobremesa: Olegário – Petit Gateau de Doce de Leite com sorvete de queijo! Uma receita francesa com um toque mineiro, precisa dizer mais?

Melhor sorvete: Alessa – Para os Belo-Horizontinos não é novidade que a Alessa é o melhor sorvete. São sabores variados, de frutas e alguns exclusivos. Além disso, eles fazem várias sobremesas deliciosas com sorvete, um petit gateau maravilhoso com calda de frutas vermelhas, vale muito!

Comida Natureba: Projeto Sabor – Não é muuuuuito natureba, mas é o mais natureba que eu como. Lá tem uns sucos deliciosos e de variados sabores. Além disso, os sanduíches são montados por você, com carnes, queijos e saladas variados. Lá também tem: saladas, carpaccio e muitas coisas mais.

Comida Mineira: João Rosa – eu não sou muito de comida mineira (não como feijão…), mas se eu tivesse que pensar em um lugar bem mineiro seria o João Rosa. O restaurante é simples, não muito conhecido, mas muito bem servido, com muita variedade e é self-service. A comida é bem caseira, por isso, torna essa experiência bem mais gostosa.

Quero ir ano que vem: Au bon Vivant – Já li muito sobre esse restaurante, no site do Chata de Galocha e meus amigos Carlinha e Tito me falaram muito bem de lá. É comida francesa e como eu amo Creme Brulee estou louca para provar o de lá.

Surpresa: Si Señor! – Eu não comia muito mexicano, porque não gosto de pimenta. Entretanto, um casal amigo nosso (Mari e Léo Barbosa!) nos convidou para um encontro de fim de ano lá. O restaurante é no BH Shopping e é muito delicioso e farto! Dividimos dois pratos e sobrou! Ah! Os drinks também são muito bons também!

Completão: Glouton – EU ESTOU APAIXONADA! Eu fui ao Glouton com a minha amiga Carlinha e nossos pais. Ela que indicou! Eu não tenho palavras para descrever os sabores que experimentei lá. O atendimento é impecável, o lugar delicioso e os pratos são lindos e muito bem executados. INDICO MUITO!

Meu preferido: Santa Fé – eu AMO o Santa Fé. Acho que ele tem a la carte muito completo, tem um self-service muito bom e sobremesa deliciosas! Eu adoro muito, que passei meus aniversários lá.

Restaurante que precisa vir para BH: Guacamole – eu e o Victor fomos para Santa Catarina visitarmos os amigos Tati e Juninho, que nos levaram em Balneário Camboriú no Guaca. Eu e o Victor AMAMOS! A comida é gostosa (tem opções com pimenta e sem pimenta!), muitos bons drinks e atrações especiais. Os mariachis passam de mesa em mesa tocando e cantando e, depois das 23 horas um DJ muito bom entra em cena.

Restaurante – gringo – que preciso vir para BH: P.F. Chang’s – eu adoro comida chinesa e fui nesse restaurante em Miami que eu adorei. Ele já veio para São Paulo, mas queria aqui em BH. O cardápio chinês é um pouco diferente do que estamos acostumados no Brasil, mas as coisas são muito suculentas e muito gostosas!

Vocês viram que não tem nenhum Japonês, mas isso é devido ao fato, de quem vos fala não gostar de peixe cru. Esses restaurantes, eu garanto a qualidade =) Podem discordar, concordar ou sugerir outros nos comentários, afinal comida boa nunca é demais!

Melhores aplicativos sobre BH

A maioria de vocês, assim como eu, possuem um smartphone. Sempre estou procurando novidades sobre Belo Horizonte e um dos meios que eu encontrei foram os aplicativos sobre a cidade, e, para quem está sempre com seu celular na mão (eu sou assim, admito!), não existe melhor jeito! Para escrever para vocês baixei mais de 10 aplicativos, além dos que eu já tinha, para fazer um apanhado dos melhores. Levei em consideração a facilidade de usar, se as informações estavam completas e claras e se havia algum diferencial dos demais.

1- “Sou BH” – (Apple/Android) – Assim como o próprio site homônimo, o aplicativo mostra de maneira muito completa e fácil os eventos que estão ocorrendo ou irão ocorrer em BH, além dos melhores estabelecimentos, locais para fazer turismo e lazer, além dos filmes em cartaz nos cinemas das cidade. Esse aplicativo é um dos que vale a pena ter sempre no celular, pois acredito que ele seja o mais completo e atualizado de todos. O diferencial dele é ter tudo que queremos em um só lugar.

IMG_0495.JPG

2- Belo Horizonte: Guia Turístico (Decolar) – (Apple/Android) – O site decolar.com (quem assim como eu canta a vinheta quando lê isso?) tem aplicativos de guias de vários lugares diferentes, inclusive BH. O que mais gosto desse aplicativo é que além dos lugares sugeridos a visitar, eles contem informações importantes para o turista, como o clima, os tipos de tomadas, como ir do aeroporto a cidade e muito mais. Além disso, visando claro, beneficiar o próprio site, há uma lista com vários hotéis e seus pontos do site. Outro diferencial que eu amo é que ele permite que a pessoa adicione favoritos que estarão a mão de forma mais rápida e prática.

IMG_0498.JPG

3- Belo Horizonte Oficial – (Apple/Android) – Esse aplicativo é o oficial da cidade, de parceria da Belotur, BHTrans e da Prefeitura. O aplicativo é bem completo, mostrando pontos de interesse, agenda cultural, mobilidade e telefones de emergência. Tudo isso, sempre com informações precisas, atualizadas, com os horários de funcionamento e onde fica no mapa. Entretanto, o aplicativo tem um sério problema de misturar o português com o inglês, pois apresenta partes somente em uma das línguas, sem opção de alteração para somente uma delas, portanto quem não conhece ou não tem muita facilidade com o inglês poderá acha-lo difícil.

IMG_0494.JPG

4- Concierge Cup – Belo Horizonte – (somente Apple) – Essa série de aplicativos foram feitos pelo Ministério do Turismo para atender a demanda de estrangeiros durante a Copa do Mundo de 2014. Sendo assim, o aplicativo é todo em inglês e conta com várias informações importantes para eles, como os documentos que devem trazer, telefones e sites importantes, além do local das embaixadas. Em relação a BH propriamente dito, ele mostra um video de um minuto com imagens lindas que ilustram nossa cidade, bem como atrações, hotéis e restaurantes. No aplicativo também é possível favoritar seu lugares e fazer ser seu itinerário. O que mais gosto desse aplicativo é ver o que o Governo entende como importante de se ver em BH, o que eles gostariam que os estrangeiros visitassem. Para aqueles que tem amigos estrangeiros e querem mostrar a eles como é a cidade, esse é o aplicativo.

IMG_0496-1.JPG

5- Belo Horizonte BH Travel Guide (Nativoo) – (Apple/Android) – O meu último app do TOP5 tem que ser o da Nativoo. Outro aplicativo essencialmente em inglês, mas com roteiros em português. Esse aplicativo é uma rede social de viajantes, por isso você terá que fazer login ou entrar através de seu Facebook (o que para alguns pode ser uma chateação). O que eu acho mais legal é que você pode usar “trips” montadas por outros usuários e criar o seu próprio itinerário de uma pequena viagem (quick trip) ou uma grande viagem (full trip).

IMG_0497-0.JPG

Além desses, existem muitos outros, claro! Como se pode ver, existem muitos aplicativos legais sobre BH, que podem te ajudar a planejar seu próximo passeio, e algum com certeza irá ser do eu gosto. Espero que eu tenha ajudado vocês, viciados em tecnologia como eu! Gostaram de algum? Me contem!!!

Belo Horizonte para Crianças

Em comemoração a semana da criança, esse post falará de lugares em BH que as crianças irão amar, porque foram feitos para elas. BH está cheia de locais legais, que encantam não só os baixinhos (me senti a Xuxa agora!), mas fazem seus acompanhantes grandinhos, sejam os pais, os avós, tios, padrinhos, etc. voltarem a ser crianças!

IMG_0475-1.JPG

Museu dos Brinquedos 👾🎮🃏🎲🎯- No museu estão expostos mais de 800 brinquedos de diferentes países! Os pais irão amar, pois será como uma volta ao passado e poderão mostrar aos filhos com que eles brincavam ou qual era o sonho de consumo de sua época. O museu escolheu o tema de circo para o mês das crianças, por isso haverá palhaços, malabaristas e mais, fazendo oficinas e brincadeiras com as crianças. Mais detalhes está no site e os preços são 20 inteira e 10 meia.

IMG_0466.JPG

Espaço do Conhecimento UFMG 🌎🌞🌚⭐️🌠- Lugar perfeito para os mini-cientistas! O “museu” abriga exposições sobre a origem do universo, sobre reciclagem e formação da Terra como conhecemos atualmente. Entretanto, a parte mais legal é um planetário super moderno que fica no último andar do prédio. Nele, um astrônomo, professor da UFMG, promove uma amostra contando sobre o universo de forma explicativa e divertida. Existem diversos tipos de projeções, mas uma, em especial, é dirigida para as crianças e é super fofa e fácil de entender chamada Abc das Estrelas. A entrada custa 6 reais (inteira) e 3 reais (meia). Para ver os horários do planetário e se programar, acesse o site do espaço.

IMG_0469-0.JPG

Fazenda Vale Verde 🌷🌹🌻🌿🌾🌳- Não muito longe de BH (Betim, para ser mais exata!), a Fazenda Vale Verde oferece aos pequenos uma experiência ao ar livre. A Fazenda é projetado para preservar a fauna e flora e proporcionar um passeio super agradável e tranquilo para a família. Muitas são as atrações de lazer como passeio de charrete, visitação ao viveiro, trilha ecológica, pedalinho e tirolesa. O grande destaque é o Zoológico Vale Verde que conta com muitos bichos e uma coleção de orquídeas que perfumam e colorem o parque. Para os adultos, são oferecidas visitas ao processo de produção sustentável da cachaça Vale Verde, que ainda conta com a história dessa bebida. A Vale Verde terá várias atrações para a semana da criança e para quem se interessar, os preços e as atrações estão no site deles.

IMG_0465.JPG

Zoológico – Fundação Zoo-Botânica de Belo Horizonte/ Aquário No Mundo das Águas 🐘🐒🐻🐯🐠🐟- Pouca gente sabe, mas o zoo de BH é um dos maiores e mais conhecidos da América Latina! Nem parece né? Ele conta com mais de 250 espécies de animais, além de um borboletário, onde se é possível aprender sobre a vida das borboletas deste a fase da lagarta. Junto com o zoo, existe um aquário, com mais de 10 tanques de água doce e mais 22 marinhos, com cerca de 150 espécies. E qual criança não gosta do fundo do mar? A decoração é toda temática, com conchas, corais, navios antigos e há o aquário aberto, onde se é possível tocar nos pepinos-do-mar e ouriços. No mês das crianças, o zoológico terá oficinas, bate papos, exposições, jogos, observação de aves, astros e estrelas e visitas noturnas ao aquário. O tema da Semana da Criança desse ano é “Filhotes na Zoo-Botânica”, homenagem aos mais de 275 filhotes de 28 espécies que nasceram por lá entre 2013 e 2014. Os preços e os horários de funcionamento, estão disponíveis no site do zoo.

IMG_0467.JPG

Parque Guanabara 🎠🎡🎢 – Para quem conhece outro parques, como o Hopi Hari, Beto Carrero e principalmente a Disney, devem estar pensando o porque do Guanabara estar aqui. Entretanto, para as crianças, isso não importa onde é, se é barato ou caro, o que importa é se divertir. O parque oferece vários tipos de brinquedos, como roda gigante, carrinho de bate-bate e o tradicional carrossel. Não tem jeito da criança não se divertir! Os horários de funcionamentos e outras informações estão disponíveis no site.

IMG_0468-0.JPG

Além dessas, existem os parques como o Parque Mangabeiras e o Parque Ecológico da Pampulha, outros museus como o Museu Giramundo (nunca fui, mas estou louca para ir!!) ou os museus de história naturais da UFMG ou PUC Minas e para os que gostam de futebol, o Mineirão com seu Museu do Futebol (quem quer ir comigo nesse?). Eu tenho certeza que todos vocês, tenham crianças ao redor ou não, irão amar esses lugares, porque eles são interessantes, super estruturados e integram a diversão com o conhecimento, e falo isso não porque li, e sim, porque já vivi todos! Ah, os shoppings também estão promovendo atividades no mês da criança! O BH está com uma oficina de Lego e o Pátio Savassi com oficinas de livros. Para meus amigos com crianças na família, espero que eu ajude vocês a trazerem felicidades aos pequenos! A todos os meus leitores, quero saber o que vocês acharam! Conhecem os lugares? Gostam? Tem outros em mente? COMENTEM!

Portinari aos olhos de Ronaldo Fraga

No último dia 26, a Casa Fiat de Cultura passou a abrigar mais uma exposição, além da “Barroco Itália Brasil”, (que já falei aqui no blog!), chamada “Recosturando Portinari“. Fui com um amigo meu que também ama esse tipo de passeio, Hermano, e as fotos maravilhosas que vocês verão aqui são dele (tem algumas minhas, mas ele é o especialista!). Como já tinha ido naquela exposição do Ronaldo Fraga, baseada nos grandes escritores, como Carlos Drummond de Andrade e Guimarães Rosa (hoje ela está no CRModa, que também já falei no blog!), achei que já sabia o que esperar, mas ele me surpreendeu positivamente.

IMG_0388.JPG

A mostra é baseada no quadro de Portinari, “Civilização Mineira” que fica exposto de forma permanente no 1º andar do CFC, juntamente com a coleção “O Caderno Secreto de Cândido Portinari” feita por Ronaldo Fraga para o SPFW deste ano, baseada na obra do pintor. Além do quadro, cinco salas no 4º andar, compõem a mostra, que traz o lúdico do quadro para vida real.

Na sala de entrada, você é recebido pelos inconfidentes retirados do quadro, além dos pássaros nos fios que também “ganharam vida”. Na seqüência, a direita, você terá duas salas que contam a cronologia de vida do pintor, com quatro espantalhos feitos de sucata e com tablets nas “barrigas”, remetendo os espantalhos recorrentes na obra do artista. Além disso,  há imagens dos quadros mais importantes feitos por ele, tudo muito colorido e em formatos diferentes.

IMG_0393.JPG

Logo ao lado, há uma micro sala que apresenta um vídeo, de no máximo 3 minutos, mostrando o processo de restauração do quadro “Civilização Mineira“. O vídeo mostra o passos feitos pelos profissionais para que o quadro continuasse a nos encantar. Você irá se surpreender com o trabalho minucioso, cuidadoso que teve que ser feito pelo restauradores, pois o quadro estava cheio de cupins e com traços esbranquiçados em algumas partes. Datado de 1959, o quadro é o maior de Portinari exposto em Minas Gerais, composto por 12 chapas de madeira e tem como tema a mudança da capital mineira de Ouro Preto para Belo Horizonte.

IMG_0395.JPG

No lado esquerdo, estão expostas algumas roupas criadas por Ronaldo (algumas inéditas!), que apresentam elementos característicos dos quadros de Portinari, como os balões de São João, as pipas e os azulejos, além de cores, formas e padrões usados pelo artista. Tudo foi muito pensando, pois às roupas estão expostas sobre um chão de café (o cheiro é delicioso), fazendo referência a série de quadros que contam a vida do homem do campo, a vida no interior feitos por Portinari. No teto, estão dispostas luminárias, uma nova versão dos balões de festa junina, feitos com arame e filtro de café,(foi a parte que mais amei ♥ e as fotos ficaram lindas!) tudo muito rústico, criativo, artesanal e bem colorido. 

IMG_0396.JPG

Ronaldo Fraga em uma entrevista disse que o mais importante dessa exposição “é a oportunidade de apresentar a obra de Portinari para uma outra geração“, e por isso, ele queria que a mostra interessasse “a qualquer pessoa, com qualquer formação cultural e classe econômica“. Acho que ele conseguiu atingir o objetivo dele, pois ficou fácil, simples, sem perder o encantamento e a doçura. Acredito, que Portinari é um dos artistas brasileiros que nós, belo-horizontinos, temos um carinho especial, pois foi ele que pintou a nossa Igrejinha da Pampulha, que é um dos nossos cartões postais mais visitados e admirados. Por isso, mineiros, brasileiros, não deixem de ir, vocês irão se encantar e ter uma experiência maravilhosa. 

IMG_0394.JPG

A exposição ficará na CFC até 26/10, a entrada é gratuita (como a maioria dos locais que posto no blog e do Circuito Cultural).A visitação ocorre: 3ª a 6ª das 10h às 21h | sábados, domingos e feriados das 10h às 18h.

Alguém já foi? Quem nunca tinha ouvido falar, mas gostou da idéia? COMENTEM PESSOAL ✎✎

Casa Fiat de Cultura 

Praça da Liberdade, 10 – Funcionários – BH/MG.

Telefone: (31) 3289-8900

www.casafiatdecultura.com.br

casafiat@casafiat.com.br

facebook.com.br/casafiatdecultura

Instagram:@casafiatdecultura

 

Um dos melhores espaços de exposições de BH: CCBB

No último domingo, eu, Tetê e Victor fomos ao CCBB para ver a nova exposição chamada “Visões na Coleção de Ludwig“. Fui sabendo muito pouco das obras (#confissão), mas grandes nomes me chamaram atenção como Pablo Picasso e Andy Warhol (que eu amo e inclusive vi uma exposição dele em Milão com o Victor).

IMG_0930.JPG

Peter Ludwig era um famoso empresário alemão (1925-1996) e é considerado um dos cicerones da arte em seu país natal. A coleção particular reunida por ele é considerada a mais importante da Europa e apresenta mais de 20 mil peças, espalhadas por 12 museus em diversos países, como Alemanha, Suíça, Hungria e Rússia, e no caso, às obras expostas no Brasil foram cedidas pelo Museu Estatal Russo de São Petersburgo. A mostra tem a predominância de obras do movimento pop, neoexpressionismo e fotorrealismo, o que a tornou bastante diferente de exposições de museus tradicionais e está distribuída em 8 salas no 3º andar do prédio, além de um quadro chamado “Cabeça de uma Criança” exposto no pátio.

IMG_0929-1.JPG

Gostei bastante de várias obras e me fez expandir meus horizontes para esse tipo de arte, mais atual e realista. Entretanto, o que mais nos impressionou foi a diversidade de peças, algumas até curiosas para se ter em uma coleção particular, mas gosto é gosto certo? Como visitamos durante a Virada Cultural o CCBB estava lotado, mas em dias sem eventos é super tranquilo de ir. Essa exposição rodou os CCBBs espalhados no Brasil e termina aqui em BH, ela é gratuita e estará por aqui até o dia 20/10.

IMG_0928.JPG

Outra exposição também está sendo exibida no Térreo. A “Paradise in Progress” de Daniel Hourdé conta com esculturas e algumas pinturas e desenhos quadros em que os artistas utiliza de vários materiais diferentes, como espelho. Li que o artista queria retratar “obsessões e fantasias impregnadas de misticismo judeu-cristão”, e por isso, os principais temas são a morte, o inferno e o pecado. Assim, você verá esculturas de corpos muito bem esculpidos (em ambos os sentidos! Hahaha) com somente o crânio como cabeça, outras que estão envoltas de espinhos ou até mesmo sendo atacadas por um esqueleto. Se a intenção do artista plástico francês era mostrar o seu olhar sobre esses temas acho que ele conseguiu com louvor, apesar de não ser muito do meu gosto, por achar bem forte e tenebroso. A exposição é gratuita, e fica até o dia 27/10.

IMG_0924-0.JPG

Para finalizar o post, quero fazer um comentário sobre o CCBB em si. O prédio é lindo, super bem conservado, pois foi todo reformado para receber o centro. Originalmente, ele foi projetado pelo arquiteto fundador da Escola de Arquitetura da UFMG, Luiz Signorelli, para abrigar a Secretaria de Segurança e Assistência Pública e foi inaugurado em 1930. O prédio tem 6 andares e conta com um teatro com capacidade para 246 pessoas (preços fixos de 10 reais – inteira – e 5 reais – meia), além te ser todo equipado com elevadores e rampas para deficientes motores e apresenta o restaurante Café com Letras no pátio. Entretanto, o diferencial do CCBB para mim são as visitas guiadas de várias maneiras diferentes e criativas. Há a Visita Teatralizada (Seg, qua, qui, sáb, dom e feriado – 18h), em que um personagem do passado conta a história do prédio para os visitantes (já fui e super indico!), a Estação Boêmia (Sex – 18h), narrativa que conta com humor e música a vida cotidiana de BH na década de 1950, a Em Cantos e Contos (Sáb, dom e feriado – 14h e 17h), apresenta um novo olhar para as exposições através de contos populares, a Musicando (Sáb, dom e feriado – 15h), busca a interação do público através da linguagem corporal, entre outros. Então, se der para ir visitar as exposições nesses horários, você vai ter outra perspectiva das obras e vai se divertir!

IMG_0927.JPG

E aí? Se interessaram? Amo quando vocês comentam, então, por favor, fiquem a vontade!

PS: As fotos são da internet ou tiradas pelo meu fotógrafo favorito, Victor Augusto!

Centro Cultural Banco do Brasil Belo Horizonte

Praça da Liberdade, 450 – Funcionários
CEP: 30140-010 | Belo Horizonte – MG
(31) 3431-9400
ccbbbh@bb.com.br
Funcionamento: de quarta a segunda das 9h às 21 horas

Uma arte que está começando a virar tradicional no Brasil

O gênero musical, tanto em teatro em filme, é um gênero complicado, ou você ama ou você odeia. Eu, particularmente, amo. Em Belo Horizonte, em termos de teatro, pouco se vê deste gênero, entretanto nos últimos anos, o Brasil veem criando mais musicais baseados em artistas nacionais, como Tim Maia, Elis Regina, Rita Lee, Cazuza o que promove cada vez mais o gênero no país. Atualmente, em BH está acontecendo o musical da Cássia Eller, mas quando fui comprar já estava esgotado, infelizmente.

Como o nome do blog já diz, acredito que você pode vivenciar um mundo novo em qualquer lugar, inclusive vendo um filme, assistindo a uma peça de teatro ou lendo um livro. Muitas pessoas não tem intimidade com o gênero musical, por isso, vou mostrar para vocês os meus favoritos. A maioria deles são criações originais da Broadway, mas você não precisa ir para Nova York para assisti-los (se for, melhor ainda!). No meu caso, tive contato, ou através das produções hollywoodianas ou através de produções nacionais, em São Paulo, que, sinceramente não deixam nada a desejar em termos de qualidade, de musicalidade e de interpretação.

1- O meu favorito de todos os tempos é O Rei Leão. Baseado no filme da Disney de mesmo nome, o musical é super tradicional na Broadway, completando 10 anos de estréia agora em 2014. A produção original já ganhou vários Tony Awards (prêmio de teatro, equivalente ao Oscar no cinema!) e tem varias adaptações ao redor do mundo, inclusive, no Brasil. A tradução brasileira tem músicas originais, feitas por Gilberto Gil, fantasias incríveis e coreografias de tirar o fôlego. A peça ainda está em cartaz em SP, no Teatro Renault e os ingressos são vendidos online. Por isso, quem for visitar a cidade não deixe de ir!

2- O musical Evita é muito conhecido no mundo todo pelo seu filme que tem como estrela principal, Madonna. A produção conta a vida de Evita Peron, desde a ida para Buenos Aires para se tornar cantora até sua sofrida morte, passando pelo romance e casamento com Peron e eleições argentinas. A versão brasileira, que já terminou, estava localizada em SP e foi incrível (bem melhor que Madonna…). Peron era interpretado por Daniel Boaventura (que canta divinamente!), as músicas são excelentes e a história real é tão dramática que é ideal para um musical. Iria de novo, se tivesse oportunidade, com certeza!

3- Meu terceiro lugar tem que ser Dreamgirls – Em Busca de um Sonho. Infelizmente aqui, não tive a oportunidade de ver no teatro, mas eu quero muito. O filme conta a história de um grupo de três cantoras, que depois de muito tentar consegue o sucesso, mas isso não significa muitos conflitos! O filme é estrelado por Beyonce e Jennifer Hudson (que ganhou um Oscar pelo papel!), e se você conhece essas duas, sabe que as músicas são incríveis! Como o filme se passa na década de 60, o figurino é super glamuroso e os cabelos são grandes e bufantes! Além de Queen B e JH, o filme conta com Eddie Murphy e Jamie Foxx.

4- Toda mulher tem sua princesa Disney preferida, e eu não sou diferente. Como a minha preferida é a Bela, nada mais justo do que na minha seleção, tenha o musical da A Bela e a Fera. A história é a clássica da Disney e as musicas são incríveis! Também assisti a peça em São Paulo, mas ela existe em versão compacta no Magic Kingdom, em Orlando.

5- Rock of Ages é um dos meus filmes preferidos de todos os tempos. Na Broadway atualmente tem sua versão em teatro, mas não assisti (ainda!). O filme conta a história de dois cantores de rock que tentam o estrelado em LA. O elenco é de peso, contando com Julianne Hough, Diego Boneta, Tom Cruise, Russell Brand, Catherine Zeta-Jones, Alec Baldwin e Mary J. Blige. Para quem gosta de rock e quer ver uma versão diferente de musicas épicas de Bon Jovi, Scorpions, Journey, Guns’N’Roses, entre outros, esse é O musical. Quem não curte muito esse estilo, vai gostar também, pois o filme é super engraçado e muito bem dirigido.

6- Tive que fazer um top 6, porque o musical do Tim Maia não podia faltar. Atualmente, o Brasil é o terceiro país que mais desenvolve a arte do teatro musical, perdendo somente para os Estados Unidos e para o Reino Unido, por isso cada vez mais se escuta produções nacionais nessa área. Assisti o Tim Maia em BH e sinceramente não deixa a desejar nada das produções americanas ou inglesas. O musical contava de maneira engraçada a vida de Tim Maia, uma grande voz nacional. Em BH, o Tiago Abravanel, não se apresentou por conflito de agenda com a Globo (plim plim! Hahaha), mas o seu substituto era tão bom quanto. O melhor dos musicais de artistas nacionais famosos é que você conhece a maioria das músicas, o que faz a platéia cantar junto! Por isso, quem tiver a oportunidade de ver algum musical nacional não deixe de ir, pois será uma noite agradável e super animada!

Que dificuldade de escolher os meus favoritos! São tantos!!!! Ainda indicaria: Elis: A Musical, Grease, Hairspray, Moulin Rouge, Mary Poppins, Magico de Oz, Noviça Rebelde, O Fantasma da Opera, Mamma Mia, Cats, Les Miserables, Cabaret (na sua versão nacional, teve Claudia Raia divando!), West Side Story, Chicago, Funny Girl, Rent, Jesus Cristo Super Star, Fame, Burlesque, Nine, Footloose e o mais atual de todos que eu amo também (e vai ter a sequência) A Escolha Perfeita.

Vocês já assistiram? Gostaram do meu TOP6? Alguém me sugere outro ou mudaria algum de lugar? Alguém conseguiu ir no da Cássia Eller? ME CONTEM!