Portinari aos olhos de Ronaldo Fraga

No último dia 26, a Casa Fiat de Cultura passou a abrigar mais uma exposição, além da “Barroco Itália Brasil”, (que já falei aqui no blog!), chamada “Recosturando Portinari“. Fui com um amigo meu que também ama esse tipo de passeio, Hermano, e as fotos maravilhosas que vocês verão aqui são dele (tem algumas minhas, mas ele é o especialista!). Como já tinha ido naquela exposição do Ronaldo Fraga, baseada nos grandes escritores, como Carlos Drummond de Andrade e Guimarães Rosa (hoje ela está no CRModa, que também já falei no blog!), achei que já sabia o que esperar, mas ele me surpreendeu positivamente.

IMG_0388.JPG

A mostra é baseada no quadro de Portinari, “Civilização Mineira” que fica exposto de forma permanente no 1º andar do CFC, juntamente com a coleção “O Caderno Secreto de Cândido Portinari” feita por Ronaldo Fraga para o SPFW deste ano, baseada na obra do pintor. Além do quadro, cinco salas no 4º andar, compõem a mostra, que traz o lúdico do quadro para vida real.

Na sala de entrada, você é recebido pelos inconfidentes retirados do quadro, além dos pássaros nos fios que também “ganharam vida”. Na seqüência, a direita, você terá duas salas que contam a cronologia de vida do pintor, com quatro espantalhos feitos de sucata e com tablets nas “barrigas”, remetendo os espantalhos recorrentes na obra do artista. Além disso,  há imagens dos quadros mais importantes feitos por ele, tudo muito colorido e em formatos diferentes.

IMG_0393.JPG

Logo ao lado, há uma micro sala que apresenta um vídeo, de no máximo 3 minutos, mostrando o processo de restauração do quadro “Civilização Mineira“. O vídeo mostra o passos feitos pelos profissionais para que o quadro continuasse a nos encantar. Você irá se surpreender com o trabalho minucioso, cuidadoso que teve que ser feito pelo restauradores, pois o quadro estava cheio de cupins e com traços esbranquiçados em algumas partes. Datado de 1959, o quadro é o maior de Portinari exposto em Minas Gerais, composto por 12 chapas de madeira e tem como tema a mudança da capital mineira de Ouro Preto para Belo Horizonte.

IMG_0395.JPG

No lado esquerdo, estão expostas algumas roupas criadas por Ronaldo (algumas inéditas!), que apresentam elementos característicos dos quadros de Portinari, como os balões de São João, as pipas e os azulejos, além de cores, formas e padrões usados pelo artista. Tudo foi muito pensando, pois às roupas estão expostas sobre um chão de café (o cheiro é delicioso), fazendo referência a série de quadros que contam a vida do homem do campo, a vida no interior feitos por Portinari. No teto, estão dispostas luminárias, uma nova versão dos balões de festa junina, feitos com arame e filtro de café,(foi a parte que mais amei ♥ e as fotos ficaram lindas!) tudo muito rústico, criativo, artesanal e bem colorido. 

IMG_0396.JPG

Ronaldo Fraga em uma entrevista disse que o mais importante dessa exposição “é a oportunidade de apresentar a obra de Portinari para uma outra geração“, e por isso, ele queria que a mostra interessasse “a qualquer pessoa, com qualquer formação cultural e classe econômica“. Acho que ele conseguiu atingir o objetivo dele, pois ficou fácil, simples, sem perder o encantamento e a doçura. Acredito, que Portinari é um dos artistas brasileiros que nós, belo-horizontinos, temos um carinho especial, pois foi ele que pintou a nossa Igrejinha da Pampulha, que é um dos nossos cartões postais mais visitados e admirados. Por isso, mineiros, brasileiros, não deixem de ir, vocês irão se encantar e ter uma experiência maravilhosa. 

IMG_0394.JPG

A exposição ficará na CFC até 26/10, a entrada é gratuita (como a maioria dos locais que posto no blog e do Circuito Cultural).A visitação ocorre: 3ª a 6ª das 10h às 21h | sábados, domingos e feriados das 10h às 18h.

Alguém já foi? Quem nunca tinha ouvido falar, mas gostou da idéia? COMENTEM PESSOAL ✎✎

Casa Fiat de Cultura 

Praça da Liberdade, 10 – Funcionários – BH/MG.

Telefone: (31) 3289-8900

www.casafiatdecultura.com.br

casafiat@casafiat.com.br

facebook.com.br/casafiatdecultura

Instagram:@casafiatdecultura

 

Anúncios

Barroco: o estilo que nós, mineiros, conhecemos muito bem

Quando estamos na escola sempre acontece aquela excursão para Ouro Preto e Mariana para visitarmos os museus e as igrejas de lá. Por isso, nós, mineiros, conhecemos muito bem, um estilo de arte, o Barroco. O artesão mais famoso de todos os tempos, chama-se Antônio Francisco Lisboa, mais conhecido como Aleijadinho. Para quem não sabe, Barroco, é um estilo artístico, do século XVII, que retrata seus temas com dinamismo, contrastes fortes, dramaticidade, exuberância e realismo e uma tendência ao decorativo, além de manifestar uma tensão entre o gosto pela materialidade opulenta e as demandas de uma vida espiritual.

Depois da pequena explicação (obrigada Wikipédia!), você está se perguntando aonde eu quero chegar com isso, certo? Em BH está acontecendo uma exposição sobre o Barroco e por ser fã desse tipo de arte e do Aleijadinho eu sabia que tinha que ir. A exposição se chama: Barroco Itália Brasil – Prata e Ouro e fica na recém inaugurada Casa Fiat de Cultura, localizada no antigo Palácio do Despachos, que faz parte do Circuito Cultural da Praça da Liberdade (falarei muito disso!). A CFC ficava no bairro Belvedere, junto a escola Fundação Torino e ela sempre trouxe grandes exposições para BH, então sabia que não tinha como ser ruim. Dentro do espaço, no Térreo, tem um café da Frau Bondan, marca de chocolates e guloseimas que tem lojas em Lourdes e no shopping Pátio Savassi, além de uma livraria.

20140801-095455-35695001.jpg

A exposição em si, fica no terceiro andar e não demanda muito tempo, pois são apenas 40 obras. Você deixa sua bolsa no guarda volumes e não se pode tirar fotos no local, então as fotos que vocês estão vendo aqui são da internet ok? A exposição retrata dois barrocos, um brasileiro e um italiano, divididos em dois ambientes, sendo que eu comecei pelo lado brasileiro. Primeira observação, a maioria das obras realmente eram do Aleijadinho, mas tinham outros artistas menos conhecidos, mas não menos encantadores como Mestre Valentim e Mestre Piranga, além de artistas mais atuais (e vivos!) como Maurino de Araújo . Todas as peças são ricas em detalhes, as expressões das esculturas todas impressionantes e a maioria tinha algum detalhe em ouro. Tudo lindo, mas nada que eu não tivesse visto nas cidades históricas.

20140801-095550-35750762.jpg

Passando para o lado italiano, eu fiquei impressionada. O barroco italiano é M-A-R-A-V-I-L-H-O-S-O! Todas as esculturas, bustos etc, são feitas de prata e algumas tem detalhes em pedras precisosas. Os detalhes dos rostos, das vestes, os desenhos feitos sob a prata, deixa tudo mais rico e lindo. Muita gente não sabe, mas o Barroco nasceu na Itália, no século XVII, e, só depois, se difundiu para o restante do mundo, inclusive o Brasil. Entretanto, para ser bem sincera com vocês, eu não conhecia esculturas famosas deste estilo, muito menos em prata. Um fato interessante é que todas as peças foram feitas por ourives famosos na época, então elas são realmente muito bem feitas e bem elaboradas.

20140801-095623-35783103.jpg

No fim das contas, são duas versões de um só movimento artístico. O paralelo, da arte sacra brasileira com a italiana, mostra que os materiais são diferentes, os lugares diferentes, as épocas diferentes, mas a idéia é a mesma, o conceito é o mesmo. Isso, meus queridos, a escola não ensina.

20140801-095349-35629577.jpg

A exposição terminará dia 07 de Setembro, então aproveitem a oportunidade para verem várias peças que ficam espalhadas pelo mundo, (Ouro Preto, Rio, Napoli, etc) juntas! Fica aqui o convite para um programa diferente para o fim de semana. Quem sabe antes de ir almoçar ou sair para um cinema? Alguém já foi? Gostou, odiou…não importa, quero saber tudo!

HORÁRIO

3ª a 6ª das 10h às 21h | sábados, domingos e feriados das 14h às 21h

PREÇO

O melhor de tudo é que é GRÁTIS!

LOCAL

Praça da Liberdade, 10 – Funcionários

20140801-095746-35866655.jpg