Day 3 – Curitiba

Gente, penúltimo dia de Curitiba foi para conhecer a Curitiba mais antiga. Começamos pela Praça Tiradentes, marco zero da cidade e que abriga a Catedral Basílica Menor Nossa Senhora da Luz dos Pinhais. A igreja é no estilo gótico e é linda por dentro.

IMG_8250

Catedral Basílica Menor Nossa Senhora da Luz dos Pinhais

IMG_8209

Altar da Catedral

Logo após seguimos a pé para o Paço da Liberdade, que foi recente restaurado e já foi sede do governo municipal. Hoje abriga um centro cultural, onde há exposições itinerantes. Um fato interessante é que o Paço é o único patrimônio de Curitiba que é tombado nas três esferas: nacional, estadual e municipal. Infelizmente, a exposição que pegamos era muito ruim e achei um pouco perigoso o local.

Paço da Liberdade

Bem pertinho, há o famoso prédio do UFPR. Em frente são realizadas manifestações e pronunciamentos importantes, além do prédio ser belíssimo. Atualmente, somente psicologia e direito são os cursos lá ministrados e os demais no Campus mais afastado do centro.

UFPR

Ainda a pé, fomos até o chamado Setor Histórico que abriga ruínas da Igreja de São Francisco de Paula, o Relógio das Flores, a Fonte da Memória, a Fundação Cultural de Curitiba e a Igreja do Rosário.

IMG_8236

Setor Histórico

IMG_8228

Igreja do Rosário

Pegamos o ônibus turístico novamente, pois tínhamos mais uma parada e paramos no Shopping Estação. Dentro do shopping há um micro (micro mesmo gente!) museu ferroviário, que foi bem decepcionante… Entretanto, o nosso almoço não foi! Conhecíamos o Madero de Joinville (obrigada amigos…) e sabíamos que não haveria erro! Melhor refeição da viagem, hands down! Vocês TEM que ir. D-E-L-I-C-I-O-S-O!

Depois do almoço maravilhoso fomos a um passeio característico dessa família: visitar um estádio de futebol… Já disse nos posts de Buenos Aires que sou louca por futebol, acompanho tudo e minha maior paixão é o galo mais lindo do mundo. Devido essa paixão resolvemos visitar a Arena da Baixada, estádio do Atlético Paranaense. O Tour guiado começa às 15:30 horas e custa 14 reais (estudantes e idosos pagam meia!). O Estádio foi modificado para a Copa do Mundo de 2014 (saudades!) e ainda se encontra em construção. O Tour é longo, mas é explicado com todos os detalhes e os guias são muito prestativos atendendo às dúvidas de todos. Se você gosta de futebol, você tem que ir! IMG_8264

IMG_8288

Homens da minha vida (#muitoamorenvolvido !)

Penúltimo post de Curitiba… O que acharam?

Anúncios

Tamanho não é documento!

Em Minas Gerais existe um lugar pouco conhecido pelos próprios mineiros e que eu tenho memórias incríveis. Esse lugar tem nome e endereço! O Museu das Reduções está disposto em Amarantina, distrito de Ouro Preto e é um passeio que todos brasileiros (principalmente, nós os mineiros!) devemos fazer.

museu reduções 2

Museu das Reduções

O Museu, como as obras que lá estão expostas, não é grande, entretanto abriga miniaturas de locais de grande importância na história de 15 Estados Brasileiros e com uma riqueza de detalhes impressionante! Uma obra da iniciativa privada, sem fins lucrativos, idealizada, projetada e executada pelos irmãos Vilhena, que fizeram de um hobby, um lindo espaço de cultura.

Museu-das-Reduções-em-Ouro-Preto-Foto-Leo-Homssi-660x390

Interior do Museu das Reduções

Vocês devem estar pensando, qual a diferença entre maquetes e reduções? O próprio site do museu responde que, “além de usar os mesmos materiais e o estilo dos originais, as reduções se diferenciam das maquetes pelo detalhamento na construção, com destaque nas minúcias que enriquecem as fachadas e dão um toque todo especial ao acabamento.”

Museu Reduções

Igreja da Pampulha

igreja_sao_francisco_assis_02

Interior da Igreja da Pampulha

A primeira escultura é datada de 1978, réplica da Igreja das Dores, de Campanha, terra-natal dos quatro irmãos. A última, de 2001, foi a Igreja de São Francisco de Ouro Preto, que ficou inacabada, mas serve para demonstrar como era feito o trabalho dos irmãos. Infelizmente, hoje o local só recebe 500 visitantes ao mês, enquanto anos atrás já recebeu mais de 2,4 mil no mesmo período.

palacio_da_alvorada_01

Palácio da Alvorada

farol_da_barra_01

Farol da Barra

Sabe aquele lugar que te transporta para vários outros? Esse faz isso e com riqueza de detalhes! Ideal para um passeio de sábado! Ah! As crianças também irão amar, porque fui quando criança e nunca esqueci! Recomendo! Vamos valorizar o que temos certo? Se interessaram? Já foram? Me contem!

TOP5: lugares onde eu sonho em ir

Cada um de nós sonha em ir em algum canto do mundo né? Comigo não é diferente. Conforme as características de cada um, você pode imaginar onde… Alguns gostam de praia, outros de cidade. Tem gente que busca sossego, outros agitação. Uns viajam para botar as pernas para o alto, outros para bater perna. Eu, como boa apreciadora de arte, super urbana e que se considera uma pessoa do dia, tenho alguns lugares nesse mundão de Deus que (com sorte e esforço), quero ainda conhecer. Claro, que não são só esses, mas todo mundo tem aqueles mais desejados… Vocês já pararam para pensar no TOP5 de vocês? É mais difícil que vocês imaginam! Se vocês souberem, me contem viu? Iria adorar saber! Se vocês já foram em algum lugar dos meus, me avise se gostou ou se decepcionou…

5- Tailândia – esse país do Sudeste da Ásia é lindo. Vi fotos maravilhosas de Phuket, um lugar mágico, cheio de praias paradisíacas e hotéis maravilhosos. Além disso, na capital Bangcoc encontram-se lindos templos , com o Wat Arun,  e o Grande Palácio. Não sei vocês, mas quando penso no Sudeste Asiático, com a Tailândia, a Indonésia, o Nepal eu penso em cores, muitas coresIMG_2897

4- Fernando de Noronha – um paraíso aqui no nosso país… Qualquer um que segue os famosos da Globo (plim, plim) no Instagram, sabe que lá é um dos destinos favoritos deles. Eu, particularmente, fico babando nas fotos que eles postam… O lugar é reservado para poucos visitantes por vez para que não haja degradação da natureza, por isso, é um paraíso da natureza quase intacto. Lá você nadará em praias azuis, fará mergulho e poderá curtir a natureza que a ilha dispõe. Infelizmente, o preço é salgado, mas com um pouco de disciplina e sorte de uma promoção, o sonho se tornará possível.

image2

3- Copenhagen – A capital da Dinamarca é linda, porque ela consegue mesclar o moderno e o antigo de uma maneira muito harmoniosa. O país é uma monarquia parlamentarista (o monarca é o chefe de Estado, mas não é o chefe de governo), por isso, existem prédios históricos da família real como o Castelo de Rosenborg, o Castelo de Kronborg e o Palácio de Amalienborg, casa da Rainha Margaret II. Além disso, o país é muito conhecido pelo design, o que proporciona muitos toques modernos, como o hotel Bella Sky.

image1

2- Israel – É a terra sagrada, preciso dizer mais? O país é especial para várias crenças, islâmica, judaica e cristã. Eu, como católica, gostaria muito de visitar onde Jesus passou, além de visitar os pontos importantes das demais religiões, como o Muro das Lamentações e a Mesquita de Al Aqsa. Tel Aviv, é mais moderna que Jerusalém, mas igualmente linda. Nadar no Mar Morto também seria muito especial. Acho que o país é um pacote completo.

image3

1- Itália – Quem me conhece sabe que tenho um fraco quando o assunto é a Itália. Não sei se é a língua, a comida, a arte espalhada em cada canto ou a história, ou se é a combinação disso tudo. Eu já conheço duas cidades italianas, Milão e Verona, e depois de conhecê-las eu tenho certeza que quero conhecer o resto. Imagino me perder nas ruelas de Roma, passear de gondola em Veneza, me maravilhar com a catedral de Florença, assistir a benção do Papa (tomara que seja o Papa Francisco, querido!) no Vaticano e desvendar a Toscana e a me deliciar nas praias de mar azul italianas.image4

Eram essas que vocês tinham imaginado? Ficaram surpresos? Me contem! 

Um dos melhores espaços de exposições de BH: CCBB

No último domingo, eu, Tetê e Victor fomos ao CCBB para ver a nova exposição chamada “Visões na Coleção de Ludwig“. Fui sabendo muito pouco das obras (#confissão), mas grandes nomes me chamaram atenção como Pablo Picasso e Andy Warhol (que eu amo e inclusive vi uma exposição dele em Milão com o Victor).

IMG_0930.JPG

Peter Ludwig era um famoso empresário alemão (1925-1996) e é considerado um dos cicerones da arte em seu país natal. A coleção particular reunida por ele é considerada a mais importante da Europa e apresenta mais de 20 mil peças, espalhadas por 12 museus em diversos países, como Alemanha, Suíça, Hungria e Rússia, e no caso, às obras expostas no Brasil foram cedidas pelo Museu Estatal Russo de São Petersburgo. A mostra tem a predominância de obras do movimento pop, neoexpressionismo e fotorrealismo, o que a tornou bastante diferente de exposições de museus tradicionais e está distribuída em 8 salas no 3º andar do prédio, além de um quadro chamado “Cabeça de uma Criança” exposto no pátio.

IMG_0929-1.JPG

Gostei bastante de várias obras e me fez expandir meus horizontes para esse tipo de arte, mais atual e realista. Entretanto, o que mais nos impressionou foi a diversidade de peças, algumas até curiosas para se ter em uma coleção particular, mas gosto é gosto certo? Como visitamos durante a Virada Cultural o CCBB estava lotado, mas em dias sem eventos é super tranquilo de ir. Essa exposição rodou os CCBBs espalhados no Brasil e termina aqui em BH, ela é gratuita e estará por aqui até o dia 20/10.

IMG_0928.JPG

Outra exposição também está sendo exibida no Térreo. A “Paradise in Progress” de Daniel Hourdé conta com esculturas e algumas pinturas e desenhos quadros em que os artistas utiliza de vários materiais diferentes, como espelho. Li que o artista queria retratar “obsessões e fantasias impregnadas de misticismo judeu-cristão”, e por isso, os principais temas são a morte, o inferno e o pecado. Assim, você verá esculturas de corpos muito bem esculpidos (em ambos os sentidos! Hahaha) com somente o crânio como cabeça, outras que estão envoltas de espinhos ou até mesmo sendo atacadas por um esqueleto. Se a intenção do artista plástico francês era mostrar o seu olhar sobre esses temas acho que ele conseguiu com louvor, apesar de não ser muito do meu gosto, por achar bem forte e tenebroso. A exposição é gratuita, e fica até o dia 27/10.

IMG_0924-0.JPG

Para finalizar o post, quero fazer um comentário sobre o CCBB em si. O prédio é lindo, super bem conservado, pois foi todo reformado para receber o centro. Originalmente, ele foi projetado pelo arquiteto fundador da Escola de Arquitetura da UFMG, Luiz Signorelli, para abrigar a Secretaria de Segurança e Assistência Pública e foi inaugurado em 1930. O prédio tem 6 andares e conta com um teatro com capacidade para 246 pessoas (preços fixos de 10 reais – inteira – e 5 reais – meia), além te ser todo equipado com elevadores e rampas para deficientes motores e apresenta o restaurante Café com Letras no pátio. Entretanto, o diferencial do CCBB para mim são as visitas guiadas de várias maneiras diferentes e criativas. Há a Visita Teatralizada (Seg, qua, qui, sáb, dom e feriado – 18h), em que um personagem do passado conta a história do prédio para os visitantes (já fui e super indico!), a Estação Boêmia (Sex – 18h), narrativa que conta com humor e música a vida cotidiana de BH na década de 1950, a Em Cantos e Contos (Sáb, dom e feriado – 14h e 17h), apresenta um novo olhar para as exposições através de contos populares, a Musicando (Sáb, dom e feriado – 15h), busca a interação do público através da linguagem corporal, entre outros. Então, se der para ir visitar as exposições nesses horários, você vai ter outra perspectiva das obras e vai se divertir!

IMG_0927.JPG

E aí? Se interessaram? Amo quando vocês comentam, então, por favor, fiquem a vontade!

PS: As fotos são da internet ou tiradas pelo meu fotógrafo favorito, Victor Augusto!

Centro Cultural Banco do Brasil Belo Horizonte

Praça da Liberdade, 450 – Funcionários
CEP: 30140-010 | Belo Horizonte – MG
(31) 3431-9400
ccbbbh@bb.com.br
Funcionamento: de quarta a segunda das 9h às 21 horas