Day 3 – Curitiba

Gente, penúltimo dia de Curitiba foi para conhecer a Curitiba mais antiga. Começamos pela Praça Tiradentes, marco zero da cidade e que abriga a Catedral Basílica Menor Nossa Senhora da Luz dos Pinhais. A igreja é no estilo gótico e é linda por dentro.

IMG_8250

Catedral Basílica Menor Nossa Senhora da Luz dos Pinhais

IMG_8209

Altar da Catedral

Logo após seguimos a pé para o Paço da Liberdade, que foi recente restaurado e já foi sede do governo municipal. Hoje abriga um centro cultural, onde há exposições itinerantes. Um fato interessante é que o Paço é o único patrimônio de Curitiba que é tombado nas três esferas: nacional, estadual e municipal. Infelizmente, a exposição que pegamos era muito ruim e achei um pouco perigoso o local.

Paço da Liberdade

Bem pertinho, há o famoso prédio do UFPR. Em frente são realizadas manifestações e pronunciamentos importantes, além do prédio ser belíssimo. Atualmente, somente psicologia e direito são os cursos lá ministrados e os demais no Campus mais afastado do centro.

UFPR

Ainda a pé, fomos até o chamado Setor Histórico que abriga ruínas da Igreja de São Francisco de Paula, o Relógio das Flores, a Fonte da Memória, a Fundação Cultural de Curitiba e a Igreja do Rosário.

IMG_8236

Setor Histórico

IMG_8228

Igreja do Rosário

Pegamos o ônibus turístico novamente, pois tínhamos mais uma parada e paramos no Shopping Estação. Dentro do shopping há um micro (micro mesmo gente!) museu ferroviário, que foi bem decepcionante… Entretanto, o nosso almoço não foi! Conhecíamos o Madero de Joinville (obrigada amigos…) e sabíamos que não haveria erro! Melhor refeição da viagem, hands down! Vocês TEM que ir. D-E-L-I-C-I-O-S-O!

Depois do almoço maravilhoso fomos a um passeio característico dessa família: visitar um estádio de futebol… Já disse nos posts de Buenos Aires que sou louca por futebol, acompanho tudo e minha maior paixão é o galo mais lindo do mundo. Devido essa paixão resolvemos visitar a Arena da Baixada, estádio do Atlético Paranaense. O Tour guiado começa às 15:30 horas e custa 14 reais (estudantes e idosos pagam meia!). O Estádio foi modificado para a Copa do Mundo de 2014 (saudades!) e ainda se encontra em construção. O Tour é longo, mas é explicado com todos os detalhes e os guias são muito prestativos atendendo às dúvidas de todos. Se você gosta de futebol, você tem que ir! IMG_8264

IMG_8288

Homens da minha vida (#muitoamorenvolvido !)

Penúltimo post de Curitiba… O que acharam?

Anúncios

Day 1 and 2 – Buenos Aires

Pessoal, vou apresentar meu roteiro para vocês! Fiquei 6 dias em Buenos Aires e eu e o Victor concordamos que em 4 dias se vê tudo, se você não quiser fazer passeios que saiam da cidade. A mobilidade da cidade é excelente então você faz tudo bem facilmente. A viagem foi bem barata, por isso, quem quiser fugir da alta do dólar, sugiro a América do Sul.

No dia que chegamos não fizemos muitos passeios, somente almoçamos na Galeria Pacífico (que é linda!), passeamos na Calle Florida e em Puerto Madero, incluindo a Puente de La Mujer e trocamos um pouco de dinheiro. Ah! Indico trocar na Calle Florida mesmo, só cuidado com as notas falsas pessoal! Levem um pouco daqui para o táxi do Aeroporto até o seu hotel, que está na faixa de 450 a 480 pesos por carro.

IMG_7042

Galerias Pacífico

IMG_7060

O lindo com o teto maravilhoso da Galeria S2!

IMG_7092

Puerto Madero

IMG_7097

Puente de La Mujer

Já no primeiro dia de turista (ou segundo dia de viagem… como queiram!) nós fomos ao bairro Palermo. Pegamos o metro perto do hotel e descemos na estação Palermo (linha verde). Primeira parada: Centro Cultural Islâmico Rey Fahd. Imagino a cara que vocês fizeram lendo isso! Sim, eu não estou louca. Em Buenos Aires, tem esse centro que contém a maior mesquita da América do Sul! O complexo tem uma área de 4 hectares e foi inaugurado em 2000. Infelizmente, por ser feriado, não estava aberta a visitação, mas ela é linda por fora. Se vocês quiserem entrar, nada de short ou saia curta ok?

Centro Cultural Islâmico Rey Fahd

Centro Cultural Islâmico Rey Fahd

IMG_7136

Centro Cultural Islâmico Rey Fahd

Buenos Aires é uma cidade plana, então se preparem para andar. A próxima parada foi o Parque 3 de Febrero ou Bosques de Palermo. Esse parque é super frequentado pelos argentinos em dias de sol. Um dos pontos mais famosos do parque é o Rosedal, que pelas fotos vocês constarão que é D-I-V-I-N-O! O parque é bem grande e uma boa opção para pessoas com tempo.

Foto blogueira famosa feita pelo meu fotógrafo preferido!

Foto blogueira famosa feita pelo meu fotógrafo preferido!

Eu e ele...

Eu e ele…

Rosedal

Rosedal

Seguindo a Avenida Del Libertador chegamos a outro parque: O Jardín Japonês. No caso, para adentrar o jardim é preciso pagar 50 pesos por pessoa, mas é bem legal. O Jardim não é muito extenso, mas é cheio de detalhes típicos da cultura japonesa, como os bonsais, as pontes de madeira vermelha, as casas tradicionais do Japão e o lago com carpas.

Com ele no Jardim Japonês

Com ele no Jardim Japonês

Visual

Visual

Ainda no bairro de Palermo fomos ao Zoo de Buenos Aires. Não é o Zoo que você passa a mão no tigre não (esse nós não fomos…), mas é bem legal também. “Almoçamos” dentro do Zoo, que tem hambúrguer e um hot dog bem bom viu? O zoológico tem duas entradas e custa 140 pesos por pessoa.

Pensaram que acabou? Não não! Próxima parada: Museu Evita. Pouca gente conhece esse museu, mas eu adoro o musical da Evita (já disse isso nesse post aqui!) então quando descobri isso falei com o Victor: nós vamos! O Museu conta a história da mulher mais adorada da Argentina até hoje, desde sua ida a Buenos Aires ainda como Eva Duarte até sua morte ao 33 anos, passando pelo casamento com Peron e sua grande liderança política. Na casa, existem muitos documentos, fotos e vídeos de Evita, além de vestidos originais usados por ela.

IMG_7209

Museu Evita

O casal mais it de BsAs

O casal mais it de BsAs

Pegamos um táxi e fomos para o MALBA – Museu de Arte Latinoamericano de Buenos Aires, mas por um descuido da pessoa que vos fala que não olhou antes, ele estava fechado. O Museu somente fecha as Terças, para que vocês não cometam o mesmo erro que eu. Voltamos em outro dia viu? Depois conto mais para vocês.

Novamente pegamos um táxi e fomos a Livraria El Ateneo Grand Splendit. Essa livraria é muito famosa por estar dentro de um antigo teatro e é simplesmente MARAVILHOSA!

LINDA!

LINDA!

Agora os passeios culturais e turísticos terminaram, mas fomos comer em um lugar que preciso comentar. Eu e o Victor queríamos comer pizza e a atendente da recepção do hotel nos indicou a La Rey, que podíamos ir a pé. Gente! Que pizza deliciosa! O restaurante é super tradicional em BsAs, já está lá a anos e o preço é ótimo! Ele fica pertinho do Obelisco, então não tem erro!

Espero que tenham gostado! Qualquer dúvida ou sugestão me falem nos comentários… Já já posto o dia 3 =)

Tamanho não é documento!

Em Minas Gerais existe um lugar pouco conhecido pelos próprios mineiros e que eu tenho memórias incríveis. Esse lugar tem nome e endereço! O Museu das Reduções está disposto em Amarantina, distrito de Ouro Preto e é um passeio que todos brasileiros (principalmente, nós os mineiros!) devemos fazer.

museu reduções 2

Museu das Reduções

O Museu, como as obras que lá estão expostas, não é grande, entretanto abriga miniaturas de locais de grande importância na história de 15 Estados Brasileiros e com uma riqueza de detalhes impressionante! Uma obra da iniciativa privada, sem fins lucrativos, idealizada, projetada e executada pelos irmãos Vilhena, que fizeram de um hobby, um lindo espaço de cultura.

Museu-das-Reduções-em-Ouro-Preto-Foto-Leo-Homssi-660x390

Interior do Museu das Reduções

Vocês devem estar pensando, qual a diferença entre maquetes e reduções? O próprio site do museu responde que, “além de usar os mesmos materiais e o estilo dos originais, as reduções se diferenciam das maquetes pelo detalhamento na construção, com destaque nas minúcias que enriquecem as fachadas e dão um toque todo especial ao acabamento.”

Museu Reduções

Igreja da Pampulha

igreja_sao_francisco_assis_02

Interior da Igreja da Pampulha

A primeira escultura é datada de 1978, réplica da Igreja das Dores, de Campanha, terra-natal dos quatro irmãos. A última, de 2001, foi a Igreja de São Francisco de Ouro Preto, que ficou inacabada, mas serve para demonstrar como era feito o trabalho dos irmãos. Infelizmente, hoje o local só recebe 500 visitantes ao mês, enquanto anos atrás já recebeu mais de 2,4 mil no mesmo período.

palacio_da_alvorada_01

Palácio da Alvorada

farol_da_barra_01

Farol da Barra

Sabe aquele lugar que te transporta para vários outros? Esse faz isso e com riqueza de detalhes! Ideal para um passeio de sábado! Ah! As crianças também irão amar, porque fui quando criança e nunca esqueci! Recomendo! Vamos valorizar o que temos certo? Se interessaram? Já foram? Me contem!

O nosso pequeno vizinho

Os brasileiros tradicionalmente viajam a Argentina ou ao Chile, mas atualmente o Uruguai está sendo cada vez mais visitado. O nosso vizinho é pequeno em seu tamanho geográfico, mas muito grande em cultura, educação e beleza. Os vôos diretos para Montevidéu ainda são poucos saem de São Paulo, feitos pela GOL ou TAM ou Porto Alegre pela GOL. Existem 2 cidades mais importantes, a capital Montevidéu e a cidade praiana Punta Del Este, entretanto a vila de Colônia Del Sacramento é uma graça e vale a visita.

IMG_0442-1.JPG

A capital é composta por uma parte nova e uma parte velha. Os melhores hotéis estão na parte nova, principalmente no bairro chamado Punta Carretas e é nesse bairro que indico vocês se hospedarem, pois os hotéis são melhores e mais novos, além de estarem a beira mar e perto dos principais shoppings da cidade, inclusive o mais novo, que tem o mesmo nome do bairro (e é excelente!). No verão, as ramblas estão sempre cheias e a perto dela estão muitos restaurantes deliciosos, inclusive o meu favorito chamado “La Perdiz“. É uma delícia andar pelo calçadão vendo o pôr do sol.

IMG_0437.JPG

Na parte antiga é onde se encontra os lugares para se visitar. Comecei pela área do Porto, o de fomos no Museu do Carnaval, que também é a maior festa deles, mas não tão famosa ou grandiosa como a nossa, mas bem parecida. Depois fomos ao Mercado do Porto, que tem restaurantes legais, além de lojas de souvenirs. A Ciudad Vieja, começa com a Puerta de La Ciudadela e abriga a Plaza da Independência, o Palácio Salvo e o Cabildo (antigo palácio do governo). Outro ponto turístico que pertence a parte antiga da cidade, o Teatro Solis, é maravilhoso!! Um pouco mais para frente, vocês irão encontrar a fonte do amor, que é uma versão menor da Pont des Arts em Paris, onde coloca um cadeado com as inicias do casal e joga na fonte como sinal de amor eterno!

IMG_0436.JPG

Já a badalada Punta del Este, é uma das cidades mais surpreendentes que já conheci, em termos de animação, beleza, culinária e pessoal (como as pessoas lá são bonitas e chiques!). Para chegar é fácil, no meu caso, pegamos um ônibus na rodoviária de Montevidéu, foi super tranquilo e confortável, mas o ônibus passa pelo aeroporto, então se pode pegar ele lá. O hotel que ficamos, Hotel Romimar, era pequeno, mas super bem localizado, com um ótimo café da manhã e super lindo e arrumado, além de ter um preço super justo (indico com certeza!). A Av. Gorlero fica super próxima do hotel e é cheia de restaurantes incríveis, mas o meu favorito se chama Los Caracoles (gostamos tanto, que voltamos umas 3 vezes!) e não deixe de ir tomar o melhor sorvete no mundo, na sorveteria Arlequim, no final da rua (tomamos sorvete todos os dias, algumas vezes mais de uma vez por dia! haha). Nessa avenida e na Calle 20, paralela, vocês irão encontrar várias lojas, desde as mais baratas como Ole Ole, Indian Emporium e Daniel Cassin(super indico!) até as mais caras como Prada, LV e etc.

IMG_0438.JPG

Perto do hotel também, se encontra a La Mano, escultura super conhecida e um lugar incrível para tirar várias fotos. Além disso, mas no sentindo contrário a La Mano, você terá a parte mais antiga da cidade. Nessa parte, a casinhas super fofas e um farol lindo que oferece uma vista para a cidade toda. Abaixo do farol, tem uma igrejinha linda com a padroeira da cidade. O famoso hotel Conrad não é tão longe, mas como o taxi não é nem um pouco caro na cidade, vale a pena usá-lo. No hotel, sempre acontece shows e peças de teatro, além de lojas ultra mega chiques e o seu famoso cassino. O lado novo de Punta, onde ficam os hotéis mais novos, as praias de surfistas e as baladas mais tops, está marcado pela ponte ondulada e andar por esse maravilhoso feito arquitetônico é uma sensação indescritível. Outros lugares ao redor de Punta que valem a visita é Vila de San Ignacio, com seu lindo farol e deliciosa praia e o Museo Del Mar, um aquário muito fofo.

IMG_0439.JPG

O ponto alto e que NINGUÉM deve deixar de ir é a CasaPueblo. Aqui, existe momento certo de visitar a casa/ateliê sem paredes retas de Carlos Vilaró! A casa foi feita com várias mãos de pescadores locais e contêm pinturas do artista, todas para venda, além de mosaicos azuis e brancos lindos. Entretanto, o mais bonito de tudo, é o que ele deu nome de cerimônia do pôr do sol, por isso, se deve ir perto desse horário, que no verão é perto das oito da noite. A cerimônia conta com o poema feito pelo artista, que é recitado nos altos falantes no momento que o sol esta quase se pondo. O poema é lindo e o pôr do sol é um dos mais lindos que já vi. Na lojinha de presentes, existe o poema impresso em varias línguas, inclusive o português, além de vários mosaicos lindos, que são lembranças ótimas para levar desse momento tão especial.

IMG_0440.JPG

A vila Colônia Del Sacramento é fofíssima com suas ruas de pedra e casas baixas, que te dão a sensação que está tudo parado no tempo. Meus pais e eu fomos até lá com um guia motorista, preferimos ter alguém para explicar os pontos mais importantes. Acredito que deva ter um ônibus de Montevidéu até lá, mas se você está em Buenos Aires, você poderá pegar um ferry boat para a vila. O farol é um dos principais pontos turísticos e a vista em seu topo, em dias claros, dá até para ver Buenos Aires além rio. No centro histórico, há vários pequenos museus, super bem explicados e interessantes, para visitar, como o Museu do Azulejo, o Museu Espanhol e o Museu Municipal, além da Puerta de la Ciudadela. Nos arredores de Colônia existe uma Plaza Del Toros, que não se pode entrar, mas as fotos ficam lindas. O passeio que mais gostei foi um museu super diferente, chamado Arena de Las Coleciones. Nele estão expostos vários tipos de coleções desde as mais tradicionais como chaveiros, imãs de geladeira até porcelanas e é dele a maior coleção de lápis, confirmada pelo Guiness Book.

IMG_0441.JPG

O Post ficou meio grande, mas não tem jeito né? Três cidades… Espero que tenham gostado das dicas… Alguém por acaso está indo para lá por agora? Alguém já foi e tem outras dicas? Me contem!!!!!